Vitamina D pode reduzir risco de doença cardíacaNotícias de Saúde

Quarta, 04 de Novembro de 2015 | 41 Visualizações

Fonte de imagem: nutriyoga

A toma de suplementos de vitamina D podem melhorar o desempenho do exercício e diminuir o risco de doença cardíaca, dá conta um estudo preliminar apresentado no congresso da Sociedade de Endocrinologia.
 
A vitamina D, que é uma vitamina e uma hormona, ajuda a controlar os níveis de cálcio e fosfato no sangue e é essencial para a formação dos ossos e dentes. As fontes de vitamina D incluem peixes gordurosos e ovos, mas pode ser difícil obter quantidades suficientes através da dieta. A maioria das pessoas produz vitamina D através da exposição da pele aos raios ultravioleta do sol.
 
Estudos anteriores sugeriram que a vitamina D pode bloquear a ação da enzima 11-ßHSD1, que é necessária para a produção da “hormona do stress” cortisol. Níveis elevados de cortisol podem aumentar a pressão arterial através da restrição das artérias, estreitamento dos vasos sanguíneos e estimulação dos rins para reter a água. Uma vez que a vitamina D pode reduzir os níveis de cortisol em circulação, pode teoricamente melhorar o desempenho da prática de exercício físico e diminuir os fatores de risco cardiovascular.
 
Neste estudo, os investigadores da Universidade de Queen Margaret, no Reino Unido, forneceram a 13 adultos saudáveis, emparelhados por idade e sexo, 50µg de vitamina D por dia ou um placebo, ao longo de duas semanas. 
 
O estudo apurou que os adultos que tomaram suplementos de vitamina D tinham uma pressão arterial mais baixa, comparativamente com aqueles que receberam um placebo, bem como níveis mais baixos de cortisol na urina. Os resultados de um teste de desempenho físico indicaram que o grupo que tomou vitamina D pedalou 6,5 km em 20 minutos, comparativamente com os 5 km conseguidos no início do estudo. Para além de terem pedalado mais, num mesmo período de tempo, os participantes que tomaram suplementos de vitamina D também demonstraram sinais mais baixos de esforço físico.
 
“O nosso estudo piloto sugere que a toma de suplementos de vitamina D pode melhorar o desempenho físico e diminuir os fatores de risco cardiovascular como a pressão arterial”, revelou, em comunicado de imprensam uma das autoras do estudo, Raquel Revuelta.
 
Os investigadores estão já a planear um novo estudo de maiores dimensões durante um maior período de tempo tanto em adultos saudáveis como em grupos de atletas, incluindo ciclistas e corredores de longas distâncias.
 
“A deficiência em vitamina D é uma síndrome silenciosa associada à resistência da insulina, diabetes, artrite reumatoide e um maior risco de determinados cancros. O nosso estudo vem mais uma vez comprovar a importância de tratar este problema generalizado”, conclui, Emad Al-Dujaili.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo da Universidade de Queen Margaret

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados