Vareniclina eficaz na redução do tabagismo após ataque cardíacoNotícias de Saúde

Quinta, 29 de Março de 2018 | 36 Visualizações

Fonte de imagem: ManukaFeed

Vareniclina eficaz na redução do tabagismo após ataque cardíaco.

A toma de vareniclina por pacientes que tenham sofrido um enfarte do miocárdio poderá mantê-los livres de fumar mais facilmente no ano seguinte após o episódio, indicou um novo estudo. 
 
Os pacientes fumadores que sofram síndromes coronárias agudas, como angina instável e enfarte do miocárdio, apresentam um risco acrescido de sofrerem um novo episódio se não deixarem de fumar.
 
Para este estudo, uma equipa de investigadores canadianos recrutou 302 pacientes que tinham sido hospitalizados na sequência de síndrome coronária aguda. Os pacientes sentiam-se motivados para deixarem de fumar e tinham fumado pelo menos 10 cigarros por dia no ano anterior e a maioria apresentavam dependência moderada ou severa de nicotina. 
 
Os voluntários foram divididos em dois grupos e receberam aleatoriamente, ao longo de 12 semanas, o fármaco vareniclina ou um placebo. Os pacientes receberam ainda acompanhamento psicológica para a cessação tabágica.
 
A vareniclina já tinha demonstrado eficácia em ajudar pacientes com enfarte do miocárdio a deixem de fumar, nos primeiros seis meses, mas os efeitos de longa duração do fármaco não tinham ainda sido apurados.
 
Como resultado, cerca de 40% dos participantes que receberam vareniclina não fumavam um ano mais tarde, em comparação com 29% do grupo do placebo. Verificou-se ainda que a redução de pelo menos 50% nos cigarros fumados diariamente foi superior no grupo da vareniclina, com 57,8%, em relação ao grupo do placebo, que foi de 49,7%.
 
Os índices de adventos adversos foram semelhantes em ambos os grupos. 
 
“Isto sugere que a vareniclina é segura para ser usada nesses pacientes”, comentou Mark Eisenberg, do Hospital Geral Judeu e da Universidade McGill, no Quebeque, Canadá. 
 
“No entanto, continuam a ser necessárias novas estratégias de cessação tabágica, dado que 60% dos fumadores que receberam tratamento com vareniclina voltaram a fumar um ano após a sua síndrome coronária aguda”, concluiu. 

 

Partilhar esta notícia
Referência
Vareniclina eficaz na redução do tabagismo após ataque cardíaco

Notícias Relacionadas