Vacina contra clamídia mais pertoNotícias de Saúde

Segunda, 22 de Junho de 2015 | 145 Visualizações

Os sintomas podem passar completamente despercebidos, mas a fatura é, muitas vezes, cara. A clamídia – causada pela bactéria chlamydia trachomatis – é a doença sexualmente transmissível mais comum e, nos casos de infeção grave, causa infertilidade tanto em homens como em mulheres. Há mais de 50 ano que o mundo científico procura criar uma vacina contra esta infeção e agora, a acreditar numa equipa da Universidade de Harvard (EUA), a inoculação parece estar cada vez mais próxima.

De acordo com os números mais recentes, todos os anos cerca de 100 milhões de pessoas ficam infetadas com clamídia e na maior parte dos casos trata-se de indivíduos com menos de 25 anos. No que respeita às mulheres, a infeção tem capacidade para causar danos nas trompas de Falópio, impedindo a conceção e aumentando o risco de uma gravidez ectópica. Para além disso, a doença pode também afetar o sistema ocular, causando cegueira.

Os cientistas de Harvard afirmam, porém, que desenvolveram uma vacina anti-clamídia que tem dado bons resultados nos testes laboratoriais feitos com cobaias. Ulrich von Andrian, catedrático de Medicina naquela instituição, revelou que o novo desenvolvimento científico se baseia na capacidade que é dada ao sistema imunitário de reconhecer e eliminar a bactéria em causa.“As cobaias a quem foi dada a vacina eliminaram a bactéria da clamídia muito rapidamente e o efeito foi ainda mais acelerado nos animais que já se encontravam imunes, após uma infeção anterior”, acrescentou.

Partilhar esta notícia
Autor
Pais
Referência

Notícias Relacionadas