Urina com um odor demasiado intenso? Estas são as seis possíveis razõesNotícias de Saúde

Domingo, 04 de Junho de 2017 | 81 Visualizações

Fonte de imagem: Tribuna do Ceará

A urina tem, por si só, um odor pouco ou nada agradável, mas existem determinadas alturas em que se agrava.

A urina pode ser um dos melhores indicadores do estado de saúde e do tipo de alimentação de uma pessoa, sendo a cor e o odor que apresenta as melhores formas de conseguir decifrar determinadas patologias.

No que diz respeito à cor, é possível que esta varie consoante aquilo que se come ou o problema de saúde que se tem, sendo, por exemplo, o tom alaranjado o mais comum em casos de desidratação e o tom encarnado o que faz soar os alarmes de uma possível infeção urinária ou até mesmo problemas a nível renal.

Quanto ao odor, diz o site da revista Prevention, são seis as possíveis causas para que o cheiro fique mais intenso e até mesmo insuportável. Segundo o urologista Mehran Movassaghi, a desidratação é uma das causas mais comuns para um chichi com cheiro mais intenso, mas, como lhe mostrámos aqui, a ingestão de espargos pode ter também algo a dizer e tudo por culpa de substância de enxofre que se chama metil-mercaptano, e que, quando se decompõe no sistema digestivo, provoca um odor intenso na urina. Mas, a mudança do odor acontece em todas as pessoas? Não, necessariamente.

consumo elevado de café (quantidade que varia de pessoa para pessoa e daquilo que é considerado como dose normal para cada um) também pode ser um dos responsáveis por uma ida à casa de banho menos agradável. Em causa, explica a revista, está um componente presente nos grãos de café, o caffeol, que é insolúvel em água e, por isso, quando consumido em excesso é libertado pelo sistema urinário. Se ao consumo extra de café se juntar o baixo consumo de água, a intensidade do odor pode ser ainda maior.

Como não poderia deixar de ser, as infeções do trato urinário também causam uma intensidade do odor do chichi, assim como a toma de determinados medicamentos ou antibióticos, que não só interferem com o odor, como podem mesmo mudar a cor da urina (no caso dos antibióticos, pode-se mesmo verificar a libertação de urina em tons de verde).

As doenças sexualmente transmissíveis, diz a revista, são mais uma possível causa para o cheiro intenso e este mesmo odor pode ser o sinal de alerta para uma ida ao médico, que deve ser sempre consultado quando o odor intenso se faz acompanhar de outros sintomas (como dor, ardor ou comichão, como também febre, náuseas, vómitos, dores de cabeça) e/ou quando se prolonga por vários dias.

 

Partilhar esta notícia
Referência