Uma nova forma de tratar e diagnosticar doenças… sem cortar a peleNotícias de Saúde

Terça, 21 de Maio de 2019 | 4 Visualizações

Fonte de imagem: Struers

Uma equipa de investigadores desenvolveu um novo método de diagnosticar e tratar doenças que poderá tonar-se revolucionário.
 
O novo método consiste num microscópio com laser que consegue diagnosticar e tratar doenças como cancro da pele… sem cortar a pele.
 
Segundo Yimei Huang coautor principal do estudo, da Universidade de British Columbia, Canadá, “a nossa tecnologia permite-nos examinar tecidos com rapidez e quando detetamos uma estrutura celular suspeita ou indesejada, podemos efetuar cirurgia ultra-precisa e tratar de forma seletiva a estrutura indesejada ou doente no próprio tecido – sem cortar a pele”.
 
O novo dispositivo é um tipo especializado de microscópio fluorescente de múltiplos fotões que permite a captação de imagens de tecido vivo até cerca de um milímetro de profundidade, empregando um raio laser infravermelho ultrarrápido. 
 
Este microscópio difere de outras tecnologias na medida em que tem a capacidade de examinar digitalmente tecido vivo, mas também de o tratar através da intensificação do calor produzido pelo laser.
 
Por exemplo, ao ser aplicado em doenças da pele, o microscópio permite identificar a localização exata da anormalidade, diagnosticá-la e tratá-la instantaneamente. 
 
Este revolucionário dispositivo pode ser usado para tratar qualquer estrutura do corpo onde a luz possa chegar e que requeira tratamento extremamente preciso, incluindo nervos ou vasos sanguíneos na pele, cérebro, olhos ou outras estruturas vitais.
 
“Conseguimos alterar a via dos vasos sanguíneos sem exercer impacto sobre qualquer um dos vasos ou tecidos circundantes”, explicou Harvey Lui, coautor do estudo.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Science Advances”

Notícias Relacionadas