Uma hora de sesta depois de almoço mantém cérebro cinco anos mais novoNotícias de Saúde

Terça, 10 de Janeiro de 2017 | 92 Visualizações

Fonte de imagem: Huffingtonpost

Estudo descobriu que dormir uma hora após o almoço pode ser bastante benéfico para o cérebro, mas que as sestas de menos ou mais tempo não têm qualquer impacto.

Fazer uma sesta de uma hora após o almoço pode manter o cérebro cinco anos mais novo, revela um novo estudo publicado no Journal of the American Geriatrics Society.

Mas os investigadores descobriram que uma sesta mais longa ou mais curta não produz os mesmos efeitos no cérebro e nas capacidades cognitivas dos participantes.

Segundo reporta o Daily Mail, este estudo envolveu três mil chineses acima dos 65 anos de idade – que dormiam entre 30 a 90 minutos nas sestas após o pequeno-almoço.

Os participantes tiveram de resolver problemas básicos de matemática e teste de memória para completar a avaliação da sua capacidade cognitiva. Os investigadores descobriram que as pessoas que dormiram uma sesta de uma hora depois do almoço tiveram melhores resultados nos testes em comparação com as pessoas que não dormiam a sesta.

Na verdade, aqueles que faziam sestas mais curtas, mais longas ou nenhuma sesta mostraram diminuições nas suas capacidades cognitivas quatro a seis vezes maiores do que aqueles que faziam uma hora de sesta.

Dr. Junxin Li, que liderou a pesquisa, contou que as pessoas que não dormiam a sesta ou que dormiam mais ou menos de uma hora após o almoço tiveram “declínios nas suas capacidades mentais equivalentes ao que se espera que um envelhecimento cerebral de cinco anos cause”.

E acrescentou: "A função cognitiva foi significativamente associada à sesta”.

Partilhar esta notícia
Referência
Vânia Marinho