Uma dieta em seis pontos para prevenir o cancroNotícias de Saúde

Domingo, 22 de Junho de 2014 | 209 Visualizações

Não há uma dieta-milagre para evitar o cancro, mas as conclusões de várias investigações recentes permitem aos especialistas avançar com algumas diretrizes

 

Mais frutas e legumes, menos álcool, laticínios e carnes vermelhas. É esta a "receita" tornada pública por um grupo de especialistas na publicação da Sociedade Americana de Nutrição para reduzir o risco dos cancros na moca, pulmão, mama e cólon.

Segue-se a lista de seis diretrizes divulgada pelos investigadores do Comité norte-americano de Médicos para uma Medicina Responsável.

1 - Reduza ou evite os produtos lácteos

Sabia que beber dois copos de leite por dia aumenta em 60% o risco de cancro da próstata? E os derivados também estão na "lista negra": O equivalente a uma chávena e meia de requeijão por dia aumenta o risco da doença em 32 por cento.

Mas há mais: Os suplementos de cálcio parecem ter o mesmo efeito que a ingestão de leite. Os homens que tomem suplementos com mais de 400 miligramas de cálcio por dia aumentam em 51% o risco de cancro fatal da próstata.

2 - Diminua o consumo de álcool

Para reduzir o risco de cancro da boca, da laringe, da faringe, do esófago, do cólon, do reto e da mama... limite ou evite o consumo de álcool -uma bebida por semana aumenta o risco de ter cancro oral, da laringe e da faringe em 24 por cento. Duas ou três bebidas por dia aumentam em 21% o risco de ter cancro colorretal.

3 - Evite carne vermelha e processada

Consumir diariamente cerca de 120 gramas de carne vermelha, o equivalente a um bife, aumenta o risco de cancro colorretal em 28 por cento, um valor superior aos 21% de aumento provocados pelo consumo diário de 50 gramas (duas fatias de bacon ou uma salsicha).

4 - ... E todas as carnes, na verdade

Quatro tipo de aminas heterocíclicas (AH) têm sido associadas ao cancro do cólon e do reto. São substâncias cancerígenas que se formam a partir da creatinina e dos aminoácidos presentes na carne cozinhada, e que aumentam com o tempo de confeção e temperatura usada.

Embora em menor escala, as AH também foram associadas ao cancro da mama, próstata, rim e pâncreas.

5 - Consuma produtos de soja

A soja ajuda a prevenir o cancro da mama e pode mesmo reduzir o risco de reaparecimento em mulheres que tenham sofrido este tipo de cancro.

Uma análise dos hábitos alimentares das mulheres chinesas permitiu concluir que as que consomem mais de 11,3 gramas de proteína de soja (equivalente a metade de um copo de soja cozida) durante a adolescência, em comparação com outras mulheres que apenas consomem 1,7 gramas, têm uma redução de risco de cancro de 43 por cento.

Os benefícios estendem-se também às mulheres que estão a lutar contra a doença: Uma investigação realizada em Shangai mostrou que uma mulher com cancro da mama que consuma 11 gramas de soja por dia poderá reduzir em 30% o risco de morte e de reaparecimento da doença. Nos EUA foram encontrados resultados semelhantes.

6 - Aposte nas frutas e vegetais

Frutas e vegetais, especialmente os de folha verde, ajudam a reduzir o risco global de cancro. Brócolos, couves e repolhos diminuem o risco de cancro do pulmão e do estomago e baixam em 18% a possibilidade de cancro do reto.

O risco de cancro da mama também reduz 19% nas mulheres que consumam cenoura e batata-doce. E, no geral, comer todos os tipos de fruta e de legumes diminui em 11% o risco de cancro da mama.

Contra o cancro gástrico, o melhor é o tomate - o risco reduzirá 27%. Alhos e das cebolas são igualmente poderosos aliados na prevenção do cancro.

 

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas