Uma aplicação que poderá substituir a pílula? Estudo diz que simNotícias de Saúde

Sexta, 15 de Abril de 2016 | 20 Visualizações

Fonte de imagem: Natural Cycles

A aplicação Natural Cycles indica o período fértil de uma mulher através da medição diária da temperatura do corpo, um valor que deve ser introduzido no sistema pela própria utilizadora.

Basta descarregar a aplicação para o telemóvel ou tablet e, depois, todos os dias de manhã, medir a temperatura e introduzi-lo na aplicação.

Com base no valor introduzido a aplicação usa um algoritmo para perceber a ovulação da mulher e detetar em que fase do ciclo menstrual ela se encontra, apontando os picos de fertilidade e as fases menos férteis – uma boa ajuda tanto para quem quer engravidar como para quem quer evitar a gravidez.

À medida que o organismo se vai aproximando do pico de fertilidade, a aplicação vai ficando mais vermelha e nesta altura, a menos que queira engravidar, não deve ter relações sexuais desprotegidas.

A professora Kristina Gemzell, e uma das autoras do estudo do Karolinska Institute, na Suécia, que examinou a eficácia da aplicação Natural Cycles, destaca que “cada vez mais mulheres, especialmente no grupo etário dos 20-30 anos, tendem a abster-se da contraceção hormonal e desejam uma alternativa ‘livre de hormonas’”.

De acordo com o estudo, esta aplicação consegue prever quando é que uma mulher pode ou não engravidar com “alta precisão”, destaca o Express britânico.

A aplicação foi criada pelo casal Raoul Scherwitzl e Elina Berglund e custa 46 euros.

Aplicação Aqui

Partilhar esta notícia
Referência
POR VÂNIA MARINHO