Um tornozelo torcido nunca é só um tornozelo torcidoNotícias de Saúde

Quinta, 17 de Setembro de 2015 | 220 Visualizações

Fonte de imagem: triatlonline

A entorse no tornozelo é uma das lesões mais comuns, mesmo entre aqueles que não praticam atividade física.

Um tornozelo torcido nunca é, apenas, um tornozelo torcido. É uma lesão comum que traz consequências para o resto da vida.

Diz o The New York Times que uma entorse no tornozelo é capaz de ter consequências “para a vida”, podendo mesmo interferir na forma como uma pessoa se movimenta.

“Tudo começa com o tornozelo”, diz Tricia Hubbard-Turner, docente da Universidade da Carolina do Norte e mentora dos três mais recentes estudos sobre a importância de um tornozelo saudável.

Embora o tornozelo seja “a base do corpo”, muitas pessoas são desajeitadas na forma como andam e colocam a saúde desta região em perigo, dando origem a uma entorse que, pelo que diz este estudo, traz consequências a longo prazo.

Depois de analisar a forma como andavam 20 jovens saudáveis e 20 jovens com instabilidade crónica no tornozelo, Hubbard-Turner concluiu que os estudantes com esta condição movimentaram-se significativamente menos durante uma semana, com uma diferença de passos na ordem dos dois mil.

Mas dois outros estudos realizados por esta docente, e que envolveram ratos (submetidos a entorses e a cirurgias de correção), mostram que o efeito de uma entorse é sentido durante toda a vida, com tendência para que os passos sejam mais curtos e lentos.

Embora dois dos estudos tenham sido realizados em ratos, Hubbard-Turner relaciona as três conclusões obtidas e salienta que uma entorse, mesmo quando tratada, deixa sempre mazelas que condicionam os movimentos.

Partilhar esta notícia
Referência
The New York Times

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados