Tudo o que comemos está relacionado com o cancro?Notícias de Saúde

Quarta, 16 de Setembro de 2015 | 52 Visualizações

Fonte de imagem: ridibooks

A resposta é um ‘sim’ redondo, mas não tem que ser alarmante.

Não há dia em que não seja revelado um novo estudo que relacione determinados alimentos ao cancro, seja na provocação ou na cura da doença. Mas, será mesmo que tudo o que comemos está relacionado com o cancro?

A reposta é sim, mas os médicos Jonathan Schoenfeld e John Ioannidis explicam melhor. Estes dois especialistas selecionaram aleatoriamente 50 alimentos comuns e passaram a pente fino todas as pesquisas feitas e que mencionaram uma relação de cada um dos alimentos com o cancro. E cerca de 80% dos alimentos tinham uma associação com a doença.

Se esta percentagem parece um sinal de alarme, Schoenfeld e Ioannidis dizem que não, que nem sequer deve ser motivo de preocupação, uma vez que alguns estudos contradizem-se entre si e o impacto dos alimentos, claro, varia sempre de pessoa para pessoa.

Contudo, diz a publicação, em determinados alimentos os resultados de vários estudos foram mais coerentes, dando a crer que, de facto, há uma ligação direta com o cancro. O bacon é um exemplo, assim como a carne de vaca, o açúcar e o sal – todos tidos como prejudiciais e impulsionadores de cancro.

Mas, mais uma vez, estes alimentos portam risco dependendo da quantidade consumida e de outros fatores de saúde das pessoas. E é isto que os médicos querem que as pessoas retenham: as pessoas não devem tomar como certos todos os estudos e revisões científicas que leem, uma vez que os organismos não são todos iguais e a saúde de cada pessoa tem as suas próprias características.

Os estudos que surgem diariamente devem, porém, ser vistos como um conselho, para que a alimentação seja mais moderada, controlada e variada e para que alguns hábitos menos saudáveis sejam corrigidos, como o sedentarismo, o tabagismo e o consumo exagerado de bebidas alcoólicas.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas