Truques para correr com segurança durante a gravidezNotícias de Saúde

Quinta, 08 de Outubro de 2015 | 15 Visualizações

Fonte de imagem: o2porminuto

A gravidez não é, de todo, um entrave à prática de exercício físico. E para as mulheres que gosta de correr, eis como fazê-lo em segurança.

Carrie Cole gosta de correr e teve o seu melhor tempo numa meia-maratona quando estava grávida… de gémeos. Mas a corrida durante a gravidez deve ser pensada e aconselhada, sendo importante ter algumas noções básicas antes de dar continuidade a este hábito.

Ao Huffington Post esta corredora revela quais os melhores truques para as grávidas continuarem a correr com segurança e conforto (dentro do possível, claro).

1. Ser honesta – cada mulher grávida deve estar consciente da sua situação e da sua capacidade, sendo importante o aconselhamento médico antes de continuar a prática de exercício físico. No caso das corredoras regulares e de longa distância, a honestidade é a solução: se não dá para percorrer 21 quilómetros, que sejam feitos cinco ou seis.

2. Não tentar novas distâncias – a gravidez não é, de todo, a melhor altura para experiências, por isso, se o máximo corrido foram os 21 quilómetros, é bom que esta distância se mantenha como limite.

3. Conhecer os sinais de alerta – sangramento vaginal, dores de cabeça e peitorais são alguns dos sintomas a ter em atenção quando uma grávida continua a correr. No caso do seu aparecimento, o melhor é parar e consultar a opinião de um médico.

4. Ter mais atenção – embora não seja necessário estar sempre a visitar o médico, as grávidas que correm devem, de facto, ter uma especial atenção à sua condição, procurando estar a par de tudo o que sentem e do que a corrida por implicar.

5. Manter-se fresca – seja ou não corredora, uma mulher grávida tem, por norma, uma temperatura corporal acima do normal, contudo, na presença de uma vida ativa o melhor é mesmo arranjar algumas alternativas para refrescar, em especial depois das corridas.

6. Mentalizar-se para a incontinência – se a bexiga é já difícil de controlar durante a gravidez, quanto mais durante uma corrida.

7. Escolher o equipamento adequado – a roupa tem que ser, acima de tudo, confortável e segura para o esforço físico, por isso, cabe à mulher grávida escolher bons tecidos, materiais leves e uns bons ténis se pretende continuar a correr.

8. Continuar a correr depois da gravidez – e como a corrida é um bom ‘vício’, nada melhor do que continuar a correr depois de dar a luz, mas devidamente aconselhada por um especialista.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas