Trocas de turno e trabalho noturno podem afetar o coraçãoNotícias de Saúde

Segunda, 16 de Maio de 2016 | 132 Visualizações

Fonte de imagem: huffingtonpost

Novo estudo diz que trabalhar à noite, mesmo que pontualmente, afeta a saúde do coração.

Quando se trabalha à noite não é apenas o sono que fica afetado. O coração também sofre e prova disso é um recente estudo da Escola de Medicina de Harvard.

Publicado esta semana no site do The Journal of the American Medical Association (JAMA), o estudo indica que o impacto de trabalhar à noite acontece mesmo quando tal é feito de forma pontual e que os turnos noturnos aumentam o risco de doença cardíaca coronária.

O estudo teve por base a avaliação e monitorização de cerca de 189 mil enfermeiras saudáveis dos Estados Unidos, ao longo de 24 anos. Por trabalho por turno os investigadores consideraram os horários que incluam pelo menos três noites por mês e ainda a presença no local de trabalho aos fins de semana.

Uma das principais conclusões do estudo revela que as enfermeiras que trabalharam pelo menos três noites por mês apresentaram um maior risco de desenvolver problemas cardíacos nos próximos 24 anos do que aqueles que apenas fizeram turnos diurnos.

As enfermeiras que trabalhavam à noite há menos de cinco anos tinham um risco 12% maior de ter problemas de coração, sendo que a probabilidade aumenta com o passar dos anos em que o trabalho noturno se repete: 19% para as que faziam turnos da noite entre cinco a nove anos e 27% para as que trabalhavam à noite há pelo menos dez anos.

Embora nenhuma das participantes tivesse um histórico de problemas de coração, a verdade é que verificaram-se 7.303 casos de problemas de coração durante o estudo, incluindo ataques cardíacos, cirurgias e colocações de bypass.

Download do estdo aqui

Partilhar esta notícia
Referência
POR DANIELA COSTA TEIXEIRA

Notícias Relacionadas