Todos os sinais que o peito dá à mulherNotícias de Saúde

Quarta, 30 de Setembro de 2015 | 80555 Visualizações

Fonte de imagem: saudedicas

O peito é um dos principais indicadores do estado de saúde de uma mulher.

Consegue imaginar o que o peito de uma mulher consegue revelar sobre a saúde e o seu estado físico e mental? Possivelmente não, pois são de facto muitas as informações que desvenda. Segundo o site Good House Keeping, são 34 os sinais sobre o estado de saúde que as mamas das mulheres conseguem revelar.

Quando as mamas ficam maiores, tal pode indicar que a mulher está a ganhar algum peso indesejado ou que a menstruação está para breve ou até mesmo que poderá estar grávida. Já quando as mamas começam a encolher, tal revela uma perda de peso ou o início do ciclo menstrual – o que por vezes é nada mais do que o peito a ‘desinchar’ do aumento provocado pela menstruação.

E se, inesperadamente, uma mama fica maior do que a outra, o sinal de alarme toca na presença de algum caroço ou aspeto estranho. Diz a publicação que, à priori, ter as mamas com tamanhos diferentes não tem qualquer problema, mas é necessária uma atenção especial pois pode, porém, ser um primeiro sinal de cancro.

No caso de irritações na zona inferir da mama, o mais provável que a mulher precise de lavar o sutiã ou que seja alérgica a algo, seja ao próprio suor, a um alimento, um tecido ou algum produto de limpeza usado no sutiã. Nos casos mais graves, esta irritação pode indicar intertrigo (alterações na pele) no sulco inframamário.

Relativamente às visíveis estrias que nascem na vertical em ambas as mamas, o mais provável é que a mulher tenha oscilado o peso.

Já ter os mamilos ou muito claros ou muito escuros, ou então muito grandes ou muito pequenos, não é sinal de preocupação, trata-se apenas de uma característica particular de cada mulher, como explica o cirurgião plástico Barry Weintraub.

O mesmo acontece com os pequenos ‘papos’ que podem surgir na areola, contudo, quando um deles (ou vários) aumentam de tamanho, tal pode indicar o aparecimento de um quisto ou de um tumor cancerígeno, sendo recomendada uma avaliação médica.

O uso de cremes ou géis com testosterona podem estar na origem dos pelos que surgem nas mamas, porém, esta situação pode ainda ser causada pela existência da síndrome dos ovários poliquísticos.

As sarnas que podem aparecer nos mamilos são indicativo de má lavagem ou da presença de restos de champô ou sabonete na área, mas pode ainda indicar uma alergia a tecidos ou a chegada da menstruação. Nos casos mais extremos, essas sarnas são sinal da doença de Paget da mama, isto é, um tipo de tumor que ataca a aréola e/ou mamilo,

Quando o peito está dorido ou a mulher sente algumas ‘pontadas’ inesperadas, tal pode indicar um consumo excessivo de café ou a chegada do período.

A perda de um líquido esbranquiçado – tipo leite – pode ser sinal de estimulação sexual ou da toma de antidepressivos. Mas se esse líquido vem acompanhado de sangue, tal pode revelar o aparecimento um papiloma de mama, ou seja, uma lesão nodular que nasce nos ductos principais da mama.

Os mamilos duros são sinal de frio ou excitação, enquanto os mamilos estão encolhidos (para dentro) podem revelar o aparecimento de cancro nessa zona, e por voltar a falar em cancro, as mamas densas podem ser um dos maiores inimigos do teste de apalpação, sendo, por isso, fundamental a visita regular ao médico e a realização de exames de rastreio.

Conseguir ver as veias na zona das mamas não é muito comum e, segundo o site, pode ser um dos sinais de cancro de pele, principalmente por ocorrer em pessoas com a pele mais clara e suscitáveis a escaldões.

‘pele casca de laranja’ nas mamas é outro sinal de possível cancro, e um papo saliente no cimo da mama pode indicar também o aparecimento da doença ou de um quisto.

Embora as mamas sejam um espelho da saúde da mulher – e uma das zonas do corpo mais vulneráveis – é importante salientar que nem todos os exemplos acima escritos, e publicados no Good House Keeping, são assertivos, sendo, por isso, fundamental a visita a um médico no caso de alarme ou dúvida.

Partilhar esta notícia
Referência