Tipo de açúcar poderá tratar a ateroscleroseNotícias de Saúde

Terça, 13 de Junho de 2017 | 59 Visualizações

Fonte de imagem: Scientific India Magazine

O sistema imunitário pode ser desencadeado de forma a tratar a aterosclerose e possivelmente outras doenças metabólicas, como a diabetes de tipo 2, foi descoberto com um novo estudo.
 
O estudo conduzido por uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Washington em St. Louis, EUA, demonstrou, através de ensaios em ratinhos, que a trealose, um açúcar natural, faz acelerar as capacidades de “housekeeping” celular do sistema imunitário. 
 
Estes “agentes de limpeza” conseguem assim fazer reduzir a placa de aterosclerose que se forma nas artérias. A aterosclerose pode provocar doenças cardiovasculares, sendo um fator de risco para o ataque do miocárdio.
 
Para o estudo, Babak Razani, professor assistente de Medicina e autor principal do estudo, e colegas injetaram trealose em ratinhos que sofriam de aterosclerose. 
 
Como resultado, as placas de gordura e substâncias fibrosas na raiz da aorta reduziram de tamanho ficando com uma média de 0,25 mm quadrados, em comparação com os 0,35 mm quadrados dos ratinhos do grupo de controlo. Isto traduz-se numa redução de cerca de 30% no tamanho da placa, uma diferença estatisticamente relevante segundo os autores do estudo.
 
Todavia, o efeito de redução da placa não se verificou quando a trealose foi administrada oralmente, e com a injeção de outros tipos de açúcar, inclusive os que apresentam estruturas semelhantes à da trealose. 
 
A trealose está presente em plantas e insetos e consiste em duas moléculas de glicose que estão ligadas e é comestível e utilizada nalguns produtos farmacêuticos. Estudos anteriores demonstraram que a trealose desencadeia um importante processo celular, a autofagia que dá origem à degradação de componentes da própria célula.
 
“A trealose não faz só acelerar a maquinaria de “housekeeping” existente”, disse o autor principal do estudo. “Faz com que a célula produza mais maquinaria. Isto resulta em mais autofagia – a célula inicia o seu banquete de degradação. É esta a única forma pela qual funciona a trealose para aumentar a autofagia pelos macrófagos? Não podemos dizer ao certo que sim – estamos ainda a testar isso. Mas é, sem dúvida, um processo predominante”. 

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na “Nature Communications”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados