Tecnologia está a arruinar a postura dos mais novosNotícias de Saúde

Quinta, 25 de Junho de 2015 | 28 Visualizações

Fonte de imagem: shuterstock

A postura das crianças e dos jovens deve ser um dos aspetos a que os pais devem dar mais atenção. Quem o diz é o médico ortopedista Luís Teixeira que, num comunicado enviado às redações, alerta para as lesões que as novas tecnologias causam aos mais novos e que podem dar origem a problemas mais graves no futuro.

Baseado num recente estudo da Curtin University of Technology – que revela que metade dos jovens que passam sete horas semanais em frente ao computador sofre de dores de pescoço e ombros – o especialista português explica que “deve dar-se especial atenção à forma como a criança se senta em casa ou na escola, se ao estudar está bem apoiada na mesa, ao facto de estar muito tempo deitada e aos hábitos sedentários que possa ter, nomeadamente a ver televisão, jogar PlayStation ou computador”.

Num comunicado enviado esta quinta-feira às redações, Luís Teixeira revela que “a postura incorreta pode criar uma inversão na coluna da criança o que pode comprometer um deslocamento fácil e normal da mesma”.

“Quando estamos sentados, acumulamos carga na coluna, sendo que a postura ideal passa por manter a coluna ereta com os ombros alinhados com o quadril. Quanto ao ecrã do computador, o seu centro deve estar à altura dos olhos”, explica.

Além de apelar a uma maior atenção por parte dos pais, o médico especialista pede que as horas que os mais novos passam em frente a televisões e gadgets sejam “doseadas e que a postura seja sempre tida em conta pelos pais”.

De forma a evitar dores, lesões e outros problemas futuros, Teixeira aconselha a que o computador, televisão ou dispositivo móvel seja colocado numa posição que não leve a criança a inclinar a cabeça para usar. De acordo com a nota enviada, o médico indica ainda que os antebraços devem estar apoiados na mesa, de forma a manter as costas direitas e não curvadas.

Partilhar esta notícia
Referência