Síndrome de excitação sexual persistente: problema neurológico

Terça, 14 de Janeiro de 2020 | 62 Visualizações

Num estudo, Saurabh Sharma e colegas revelam que uma avaliação e abordagem neurológica à síndrome de excitação sexual é mais eficiente no encontro do tratamento eficaz.

saber mais