Sushi: Amigo ou inimigo da dieta?Notícias de Saúde

Terça, 19 de Julho de 2016 | 464 Visualizações

Fonte de imagem: pixabay

Já se provou que a alimentação japonesa é uma das dietas mais saudáveis do mundo. No entanto, é preciso ter cuidado com os rodízios de comida japonesa que há por aí.

Quem nunca foi a um rodízio de comida japonesa acreditando que estava a fazer uma opção saudável? Claro, existem opções saudáveis no menu, como o sashimi (as fatias de peixe cru). No entanto as opções com mais arroz não são uma opção tão saudável.

Estudos sugerem que os hidratos de carbono refinados (caso do arroz usado em algumas peças de sushi) podem provocar inflamação no organismo e, potencialmente, aumentar o risco de diabetes tipo 2 e doenças do coração. Além disso este arroz é muitas vezes preparado com açúcar, o que pode gerar picos de insulina no organismo.

Mas os maiores inimigos da dieta e da saúde nas idas ao restaurante japonês são mesmo os molhos ricos em sal e gordura e as opções de sushi frito, que aumentam significativamente o número de calorias ingeridas e a ingestão de sal e gordura – nada saudável para a saúde cardiovascular.

O truque para aproveitar melhor a culinária oriental e os seus benefícios é apostar no sashimi, evitar peças de sushi fritas, com molhos ou cremes e regrar muito bem a ingestão do molho de soja. E pode comer wasabi à vontade, pois é uma boa fonte de antioxidantes e protege as células dos radicais livres. Bem como gengibre, pois acelera o metabolismo e contém potássio e magnésio, por exemplo.

Começar a refeição com uma sopa miso também pode ajudar a forrar o estômago sem acrescentar muitas calorias à sua refeição.

Partilhar esta notícia
Referência
Vânia Marinho

Notícias Relacionadas