Surto de ébola já matou 59 pessoas na Guiné-ConacriNotícias de Saúde

Domingo, 23 de Março de 2014 | 42 Visualizações

As autoridades da Guiné-Conacri anunciaram ontem que o vírus ébola foi identificado como a fonte de um surto de febre hemorrágica que matou 59 pessoas no país nas últimas seis semanas.

Desde 9 de fevereiro o surto já causou a morte a 59 pessoas, tendo sido detetados 80 casos, revelou à agência AFP o chefe da divisão de prevenção de doenças no Ministério da Saúde.

O anterior balanço oficial, de sexta-feira, quando o vírus ainda não tinha sido identificado como ébola, era de 34 mortos. E falava em casos registados na capital, Conacri, e em três cidades do sudeste do país.

Mas, hoje, o responsável da prevenção de doenças do Ministério da Saúde informou que análises feitas na cidade francesa de Lyon confirmaram tratar-se do ébola.

"Recebemos ontem (sexta-feira) os primeiros resultados de Lyon que nos informaram da presença do vírus ébola como causa desta surto", disse Sakoba Keita.

O ébola não tem tratamento nem pode ser prevenido por vacina. O vírus é fatal para 25% a 90% dos que o contraem, dependendo da estirpe, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

O vírus é transmitido por contacto direito com sangue, fezes ou suor, por via sexual ou por contacto não protegido com cadáveres.

Partilhar esta notícia
Autor
DN
Referência
agência AFP

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados