Sinais de que pode estar desidratadoNotícias de Saúde

Sábado, 25 de Junho de 2016 | 74 Visualizações

Fonte de imagem: natue

Nesta estação, todos os cuidados são poucos e a hidratação deve ser uma das prioridades.

Com o sol e o calor a aumentar, manter o corpo hidratado é um dos aspetos mais importantes no verão. A ingestão de líquidos – preferencialmente de água – é fundamental, contudo, muitas pessoas acabam por se esquecer ou por ignorar esta necessidade, deixando-se desidratar.

Mas, como é que sabemos quando estamos ou não desidratados? Dando ouvidos ao corpo. A especialista em saúde feminina Jennifer Wilder explica que “o nosso corpo precisa de água e de outros fluídos para funcionar bem, e se a pessoa fica desidratada, alguns desses processos podem não funcionar normalmente”.

À revista Self, Wilder indica que o corpo dá sinais bastante claros de que precisa de ser hidratado. Um deles, é o teste da mão que lhe ensinámos aqui há uns tempos, outros surgem de forma espontânea e podem, porém, ser confundidos com outros problemas.

O mau hálito é um indicador recorrente da desidratação, uma vez que a produção de saliva cai e a capacidade de ‘limpar’ bactérias é menor. Sentir alguma confusão é igualmente um sinal de que a pessoa precisa de ingerir mais líquidos, contudo, este sintoma não é imediato e pode surgir apenas passados alguns dias de má hidratação.

Confundir sede com fome e estar sempre com vontade de comer é também um sintoma a ter em conta, uma vez que os níveis elevados de desidratação fazem com que o cérebro não seja capaz de perceber que aquilo que necessita é líquidos e não comida.

Os casos mais graves de desidratação podem, ainda, ser espelhados quando ocorre uma ausência de suor, que acontece sempre que o volume de fluídos é baixo

Partilhar esta notícia
Referência
POR DANIELA COSTA TEIXEIRA