Sinais de que a pele está a envelhecer (e a pedir um tratamento)Notícias de Saúde

Segunda, 01 de Maio de 2017 | 289 Visualizações

Fonte de imagem: Women Fitness

Algumas das evidências mais notórias do envelhecimento aparecem com a idade, outras — mais subtis — servem para ativar o sinal de alerta: está hora de um tratamento preventivo.

Alguns sinais do envelhecimento da pele são claros e evidenciam bem o avançar da idade. É o caso dos papos na testa, os 'pés de galinha', as rugas em várias partes do rosto e os papos na parte inferior dos olhos.

Contudo, existem sinais menos evidentes que merecem uma especial atenção, sob a pena de darem origem a um envelhecimento demasiado precoce da pele e, por isso, mais difícil de tratar.

Apenas quando se tem noção dos sinais mais subtis de envelhecimento da pele é que é possível "indicar os tratamentos preventivos com respostas mais eficientes e que evitam o aparecimento de rugas, flacidez e outras alterações causadas pelo foto-envelhecimento", explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe, da Clínica Volpe (em São Paulo).

"Quanto mais cedo se notar, com ajuda do médico especialista, melhor será a aparência e o trabalho preventivo", acrescenta.

Eis os cinco presságios que podem acender o sinal de alerta:

Manchas de sol no rosto aos 20/30 anos — A presença de manchas ou sardas tem uma relação direta com a foto-exposição solar precoce e intensa até os primeiros 20 a 25 anos de vida, explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal.

Rugas ao longo das bochechas — "As pessoas desenvolvem rugas com o movimento e expressões [do rosto], o que faz com que não seja um mau sinal de envelhecimento. Mas se as linhas finas e rugas aparecem no meio das bochechas, aos vinte ou trinta anos, é motivo para se preocupar", explica o Dr. Jardis.

Pescoço irritável e flácido — A dermatologista Dra. Claudia Marçal explica que o pescoço é uma região cuja pele é muito fina, praticamente sem glândulas sebáceas, com espessura próxima a dois milímetros, pouco hidratada e onde há grande movimentação natural pela própria dinâmica da região. Quando a pele do pescoço fica facilmente irritável e mais flácida deve-se procurar o apoio de um especialista.

A pele está mais sensível que o habitual — "A pele faz parte de um sistema que precisa estar em equilíbrio, então, se o paciente está tem transtornos alimentares, privação ou carência nutricional, ou está a fazer uso de medicamentos de controlo de colesterol (quando essas concentrações são altas), a pele que já tem tendência a ser mais sensível, pode se tornar-se mais seca", explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal.

O olhar já não é mais o mesmo — "A região dos olhos é bastante sensível e delicada, com uma característica e estrutura epidérmica diferenciadas. A área também conta com a fragilidade das fibras de colágeno, responsáveis pela sustentação dessa pele que fica, em média, 6% mais fina a cada dez anos", explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe. Na região, as olheiras pioram com a alimentação rica em açúcar e sal pois, assim como o álcool, tornam a pálpebra mais inchada e o pigmento depositado mais evidente. "As olheiras mais violáceas ou mesmo as mistas com tons acastanhados e arroxeados podem surgir por noites mal dormidas, por excesso de bebida alcoólica, tabagismo,, entre outras causas", comenta a Dra. Claudia Marçal.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas