Sete especialistas explicam como sono afeta sucesso do treinoNotícias de Saúde

Terça, 02 de Junho de 2015 | 56 Visualizações

Para se perder peso ou ficar mais forte (ou melhor, para se ser saudável) não basta seguir à risca um plano de treino e uma alimentação cuidada. É necessário dormir.

O descanso é fundamental para o bom funcionamento do organismo e para se obter a energia necessária para levar a cabo mais um dia de treinos. De nada vale treinar muito se o corpo precisa de descasar. E para comprovar esta teoria, defendida por vários estudos, o Huffington Post falou com sete especialistas que explicam a necessidade e os benefícios de uma boa noite de sono para que sejam obtidos os melhores resultados.

Emily Schromm, personal trainer e professora de CrossFit, aconselha as pessoas a desligar a televisão e os computadores (telemóveis, tablets ou qualquer outro dispositivo móvel) cerca de 30 a 45 minutos antes de dormir. Esta especialista diz que se a pessoa não dormir bem (entre sete a oito horas diárias), não recupera bem e fica mais suscitável a lesões.

Já Jessie Pavelka, ‘expert’ em Fitness e apresentador de televisão, defende que a questão do exercício e do treino deve ser vista como um ciclo vicioso: quanto melhor descansas, mais treinas; quanto mais treinas, melhor descansas.

Já o especialista em Ciências da Nutrição e bodybuilder, Layne Norton, traz à conversa um dos temas mais tabu na alimentação: comer ou não comer antes de dormir? Este especialista recorre a várias investigações e diz que não foi ainda provado que comer antes de dormir faz mal ou engorda (dependendo, claro, do que se come). Além disso, defende, se a pessoa se deitar com fome, não irá ter um sono tranquilo e acordará com a sensação de cansaço.

‘Ouvir’ o corpo, decifrar os níveis de energia e ter um sono de qualidade, são estes os truques da personal trainer Kelli Segars para se obter melhores benefícios.

Heather Frey, fundadora do SmashFit, diz que o corpo produz mais a hormona do crescimento, durante o sono e que, por isso, dormir menos de sete a oito horas por noite vai afetar o bom funcionamento interno, reduzir a energia e, por consequência, o cansaço, fazendo com que os efeitos do treino não sejam os mais desejados.

A falta de energia e a tendência para uma alimentação mais calórica e menos cuidada são apenas algumas das consequências da falta de sono e aquelas que mais condicionam o bom desempenho no plano de treino, diz Lucas James, personal trainer de várias celebridades norte-americanas.

Também especialista em Fitness, Jen Jewell diz que mesmo os mais madrugadores não devem acordar demasiado cedo para treinar, pois, possivelmente, não dormiram as horas suficientes para tal.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados