Seis vegetais que melhoram a sua vidaNotícias de Saúde

Sábado, 06 de Setembro de 2014 | 63 Visualizações

O mundo está cheio de alimentos que o podem ajudar a ter uma vida mais saudável, basta procurá-los e saber qual a melhor forma de os cozinhar. A acelga, a couve, o agrião, a rúcula, entre outros, são vegetais que pode e deve comer com grande regularidade. Os seus componentes - vários tipos vitaminas, fitoquímicos, compostos naturais, 

Acelga

Sendo a acelga a principal fonte de dois importantes antioxidantes - ácido siríngico e kaempferol - esta pode ajudar a estabilizar os níveis de açúcar no sangue, assim como, proteger as células contra toxinas que causam cancro. Devido a estes dois antioxidantes a acelga passa a ser de consumo obrigatório. O primeiro, ajuda a controlar a quantidade de açúcar no sangue, inibindo as enzimas que transformam os carboidratos em açúcares simples. Já o segundo para além de proteger as células contra toxinas que causam cancro, reduz as inflamações, assim como, o risco de doenças cardíacas, diabetes e outras doenças crónicas.

Existem várias maneiras de cozinhar este vegetal, e as razões para o comer são mais que muitas. Pobre em calorias, mas rico em antioxidantes que vão enche-lo, use a acelga em vez de tortilhas para fazer os seus wraps. Corte os caules das folhas e coza-as a vapor, depois é só adicionar ingredientes saudáveis e vai ter um wrap delicioso!

Rúcula

De todas as "folhas verdes", a rúcula tem dos mais elevados níveis de nitrato. Deste modo, este vegetal vai ajudar no aumento do fluxo sanguíneo, e como consequência, vai melhorar o seu desempenho. Com um sabor bastante característico, uma nova pesquisa sugeriu que esta pode prevenir úlceras, devido ao seu composto de flavonoides (antioxidantes que combatem doenças cardíacas, e até mesmo alguns tipos de cancro).

Como forma de combater o seu sabor amargo pode inseri-la em saladas com um pouco de vinagre.

Couve Galega

Podendo ajudar na diminuição dos níveis de colesterol, e até mesmo, protege-lo contra alguns tipos de cancro, a couve verde é o melhor vinculativo de ácidos biliares do seu estomago. Esta contém fitoquímicos (químicos ou nutrientes provenientes dos vegetais) que nutrem o sistema natural de desintoxicação do corpo humano.

Para não perder os nutrientes deste alimento no momento de o cozinhar, deve seguir algumas indicações, nomeadamente confecioná-lo a vapor. Um nutricionista e chef, Jill Nussinow, aconselha a misturar a couve com azeite, ou molho de alho e limão, antes de a cozinhar, de modo a aumentar o seu sabor e torna-la mais fácil de mastigar.

Couve chinesa

"Boc choy" é um das melhores fontes de potássio. Deste modo, este tipo de couve irá ajudá-lo a manter a pressão arterial baixa, e a aumentar/fortalecer os seus músculos. Para além do potássio, esta couve chinesa é rica em vitamina A permitindo-lhe fortalecer o seu sistema imunológico, e aumentar a atividade das células sanguíneas.

Existem mil e uma formas de a cozinhar, procure receitas chinesas.

Couve

Os pesquisadores acreditam que este tipo de couve é ideal para: o combate de cancro, a proteção do coração, a diminuição de açúcar no sangue, o fortalecimento dos ossos, e a redução de inflamações no corpo. Porquê? Porque este é dos vegetais com mais glucosinolatos (com propriedades anticancerígenas) e Kaempferol. Para além disto, a couve é também rica em antioxidantes - luteína e zeaxantina - que ajudam a prevenir a perda de visão, e outras doenças oculares que vão surgindo com a idade.

A melhor forma de o cozinhar será refogando-o com azeite e cebola, pode também juntar vinho e outros vegetais que goste e estará pronto em apenas 10 minutos.

Agrião

Ao ser rico em vitamina K, ou vitamina anti-hemorrágica, o agrião pode ajudar na regulação da coagulação do sangue, na redução da placa bacteriana nas paredes das artérias, e ainda, nas inflamações associadas a doenças crónicas, como a artrite. Sabia que se comesse agrião durante, pelo menos, dois meses poderia reduzir em 10% o risco de cancro e diminuir os níveis triglicéridos? Vários estudos concluíram que sim.

Já sabe que deve comer mais agrião, agora só resta saber como o cozinhar. Este alimento é facilmente inserido em diversas receitas pois funciona em saladas, sopas, sandes, salteado e até em purés. 

Partilhar esta notícia
Autor
Visão
Referência
Saúde