Seis lições para ter uma família mais saudávelNotícias de Saúde

Quinta, 08 de Outubro de 2015 | 60 Visualizações

Fonte de imagem: huffingtonpost

O Japão é o país do mundo com as crianças mais saudáveis. Siga o exemplo.

O Japão é país que tem a ‘esperança de vida saudável’ mais alta no mundo, com rapazes e raparigas que se espera que vivam até aos 73 anos sem nenhuma doença ou problema de saúde grave, de acordo com um estudo publicado na The Lancet.

O site Today falou com Naomi Moriyama, que se especializou nesta matéria e até escreveu um livro sobre os segredos deste país que mantêm as crianças tão saudáveis, e reuniu seis lições do Japão para adotar em família e torná-la mais saudável.

1. Escolha alimentos com menos ‘calorias por dentada’. Uma refeição típica no Japão inclui uma pequena tigela de arroz, uma tigela de sopa de miso e três acompanhamentos servidos em pratos pequenos ou taças: uma pequena porção de peixe, carne ou tofu, e dois pratos à base de vegetais, descreve Moriyama. Não quer dizer que tenha de seguir a mesma dieta mas a especialista recomenda que coma mais frutas, vegetais, cereais integrais e peixe, que são mais baixos em densidade calórica. Consuma menos alimentos processados e alimentos com excesso de calorias ou açúcares adicionados.

2. Pratique uma ‘restrição flexível’. No estilo de vida japonês, como descreve a especialista, não existe uma ‘demonização da comida’. As crianças são incentivadas a aproveitar guloseimas e snacks, mas nas quantidades e frequência certas. Adote uma ‘restrição flexível’ dos alimentos menos saudáveis. Pode comer pizza, bolachas ou gelado em família, desde que o faça em porções menores e os tenha com menos frequência em casa.

3. Coma arroz. O arroz húmido e macio é muito típico da cozinha japonesa e enche bastante mais do que um pão, por exemplo, defende Moriyama. Se misturar o arroz com outros alimentos, como peixe ou legumes, o impacto glicémico negativo do arroz é minimizado ou eliminado. Ainda assim pode optar por usar arroz integral, uma vez que tem mais nutrientes e o efeito de saciedade é mais longo.

4. Caminhe. No Japão, mais de 98% das crianças vão a pé ou de bicicleta para a escola, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. Isto acaba por criar um hábito que se estende ao longo de toda a vida. Se não é realista para os seus filhos deixar de ir de autocarro para a escola, encontre outra forma de os habituar a fazer caminhadas.

5. Faça do seu estilo de vida um exemplo para os seus filhos. Os hábitos alimentares e de exercício que se têm em casa, e em família, são fortes indicadores do estilo de vida saudável que a criança pode desenvolver em idade adulta. Encoraje os seus filhos a experimentar alimentos novos, seja positivo no que toca a certas restrições alimentares e pratique exercício e brinque com eles.

6. O poder do almoço. No Japão, as cantinas escolares não têm opções menos saudáveis e isso faz com que as crianças comecem a apreciar comida saudável. Dar-lhes a oportunidade de ajudar a preparar o almoço ou a servir a comida também pode ter um impacto bastante positivo nas suas futuras opções alimentares. Se não consegue influenciar o que servem ao almoço na escola aos seus filhos, pode ser o guia e inspiração de pequenos-almoços e jantares saudáveis e deliciosos. 

Partilhar esta notícia
Referência