Sabia que é possível sofrer uma "overdose" de água?Notícias de Saúde

Terça, 14 de Julho de 2015 | 172 Visualizações

Fonte de imagem: Workwhilewalking

As advertências para a importância da hidratação multiplicam-se à medida que as temperaturas sobem. Mas atenção: é possível beber água a mais, sobretudo durante períodos de exerício 

O calor e consequente transpiração fazem o corpo perder fluídos mais rapidamente do que parece, expondo-nos ao perigo da desidratação. Por outro lado, uma boa hidratação auxilia a digestão, elimina toxinas, é benéfica para as articulações e até ajuda a memória.

Mas, alertam, os especialistas, é possível beber água a mais, se não se "ouvir" os sinais do corpo. A hiponatremia traduz-se na queda dos níveis de sódio para valores perigosamente baixos devido a uma sobre-hidratação. Também conhecida como "intoxicação de água", a fatal de sódio durante ou até 24 horas depois da atividade física por levar a um aumento dos níveis de água do organismo, fazendo com que as células inchem.

A hiponatremia pode tornar-se mais grave devido à ausência de sintomas claros no início. Quando se manifestam, já incluem dores de cabeça, vómitos, confusão e até mesmo, convulsões, devido ao inchaço do cérebro. Raramente é fatal, mas acontece.

Segundo a edição de junho da publicação Clinical Journal of Sport Medicine, o consenso médico sobre a hiponatremia relacionada com o exercício físico - válido tanto para atletas profissionais como ciclistas de verão e jogadores de voleibol de praia - é o de que o ideal é beber água quando se tem sede.

"Usar o mecanismo inato da sede para guiar o consumo de fluídos é uma estratégia que deve limitar o beber em excesso e o desenvolvimento da hiponatremia", lê-se no relatório

Estudo - Efeitos positivos da canábis em doentes com Alzheimer

Partilhar esta notícia
Autor
Visão
Referência

Notícias Relacionadas