Regras a seguir quando se é jovem para aos 40 ter um cabelo saudávelNotícias de Saúde

Quarta, 26 de Outubro de 2016 | 2098 Visualizações

Fonte de imagem: Huffingtonpost

Sabia que aquilo que se faz antes de completar 30 anos vai afetar a saúde e o bem-estar depois dos 40?

É no prevenir que está o ganho… até mesmo no que diz respeito à saúde. Aquilo que se faz antes de completar os 30 anos vai afetar a saúde e o bem-estar depois dos 40. E o cabelo não é exceção.

Como mostra a revista Prevention no seu site, existem alguns cuidados capilares que devem ser respeitados quando ainda se é jovem para evitar danos maiores com o avançar da idade. Por exemplo, as mulheres devem investir numa boa escova de cabelo, uma que seja feita com materiais de qualidade e que não danifique os fios ao ser usada. A escolha da escova deve ter em conta o tipo de cabelo e os produtos usados.

Alternar o uso do champô convencional com o champô seco é também uma opção bastante válida, uma vez que esta alternativa evita que os fios sejam lavados todos os dias. Além disso, o champô seco é uma das melhores formas de manter os óleos naturais do couro cabeludo, o que ajuda a que este se mantenha nutrido.

Mas no que diz respeito à nutrição a fundo, nada como a escolha de um bom condicionador, um produto que faça parte da rotina diária com o passar dos anos e que permita ao cabelo manter o seu aspeto mais natural. E por falar em aspeto natural, não há nada melhor para cuidar do cabelo antes dos 40 anos do que respeitá-lo. Os alisamentos, as permanentes, as extensões e os mil e um penteados apenas vão enfraquecer o cabelo. O mais indicado é que sejam usados produtos e utensílios que permitam manter o cabelo no seu estado natural e sem grandes transformações.

Por fim, mas não menos importante, está o facto de ser fundamental apostar na boa alimentação. Tudo o que se come quando se é jovem vai fazer-se notar com o avançar da idade e não falamos apenas dos quilos a mais. O cabelo precisa de uma alimentação saudável e cuidada e que dê preferência às proteínas magras, ao zinco, ao ferro e ao selénio, nutrientes fundamentais para uma boa saúde capilar.

Partilhar esta notícia
Referência
Daniela Costa Teixeira