Refrigerantes dietéticos não ajudam a perder pesoNotícias de Saúde

Sábado, 25 de Janeiro de 2014 | 59 Visualizações

O consumo de refrigerantes dietéticos aumentou significativamente nos EUA nas últimas décadas: em 1965, sua fatia de mercado ainda era de 3% e, hoje, chega a 20%. Mas as pessoas com sobrepeso que substituem as bebidas açucaradas por refrigerantes dietéticos não precisam se dar a esse trabalho, pois isso não os ajuda a perder peso. Este é o resultado de um estudo norte-americano publicado no "American Journal of Public Health".

Usando dados colhidos da pesquisa NHANES (National Health and Nutrition Examination Survey) entre 1999 e 2010, cientistas da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg procuraram associações entre o consumo de refrigerantes dietéticos, ingestão calórica e peso em adultos.

O estudo revelou que as pessoas com sobrepeso ou obesas que tomavam bebidas dietéticas tinham uma ingestão calórica mais alta através de alimentos sólidos, em comparação com aqueles que continuaram a consumir a alternativa açucarada. Os consumidores de refrigerantes dietéticos tinham IMC mais alto e comiam mais lanches do que os participantes que tomavam bebidas açucaradas. Isso significa que comer mais alimentos sólidos compensou a redução de calorias dos refrigerantes dietéticos.

"Adultos com sobrepeso que procuram emagrecer ou manter o peso - e que já fizeram a troca de bebidas açucaradas para dietéticas - podem precisar observar com atenção outros componentes de sua dieta sólida", disse a autora principal, Sara Bleich. "Principalmente os lanches doces, para identificar potencialmente áreas a serem modificadas".

Saiba mais Aqui

Partilhar esta notícia
Autor
"American Journal of Public Health" / Univadis
Referência
Investigadores da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados