Realizada implantação de válvula pulmonar em dois adolescentes em CoimbraNotícias de Saúde

Quinta, 14 de Dezembro de 2017 | 29 Visualizações

Fonte de imagem: Orange County

O Serviço de Cardiologia Pediátrica do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) realizou, pela primeira vez, a implantação percutânea de válvula pulmonar em dois adolescentes portadores de cardiopatia congénita operada, anunciou a agência Lusa.
 
A intervenção, segundo refere um comunicado do CHUC, evitou o recurso a uma reoperação. "Até à data este procedimento tem sido realizado pela equipa de hemodinâmica apenas em doentes adultos", destaca a nota. 
 
As intervenções foram realizadas no Laboratório de Hemodinâmica do polo HUC-CHUC e contou com a colaboração do médico Luís Zunzunegui, do Hospital Gregorio Marañon de Madrid, com uma vasta experiência nesta técnica.
 
"A correção cirúrgica de algumas malformações cardíacas envolve a formação de um túnel (conduto) entre o ventrículo direito e a artéria pulmonar. Este conduto habitualmente degenera com o tempo, perde a sua função e necessita de ser substituído, e, até agora, na Região Centro, essa substituição só era possível através de um ato cirúrgico", refere o CHUC.
 
Citado no comunicado, António Pires, diretor do Serviço de Cardiologia Pediátrica do CHUC, explica que a "implantação de um dispositivo (válvula pulmonar biológica) por cateterismo cardíaco veio substituir a abordagem cirúrgica com claras vantagens para o utente".
 
"Trata-se de um procedimento menos agressivo, eficaz e com uma recuperação mais rápida", salienta o especialista.
 
O tempo de internamento são dois dias, tendo os doentes alta 24 horas após o procedimento, não existindo complicações, de acordo com o CHUC.

 

Partilhar esta notícia
Referência
Serviço de Cardiologia Pediátrica do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

Info-Saúde Relacionados