Quer uma vida longa? Afaste-se destes quatro alimentosNotícias de Saúde

Terça, 04 de Novembro de 2014 | 502 Visualizações

A Time dá a conhecer uma lista de quatro alimentos que deve eliminar da sua alimentação caso queira manter-se saudável e e viver mais anos.

Todos querem saber quais são os segredos para uma vida longa. E embora nada nos garanta qual é a poção mágica que nos ajudará a chegar a uma idade centenária, não há dúvidas de que ter uma alimentação saudável é, sem dúvida, um dos requisitos para que isso seja possível.

Posto isto, existem alimentos que deve mesmo evitar, de acordo com a revista Time, se quer uma vida duradoura. Estes alimentos diminuem a chance de viver mais pois contêm componentes capazes de danificar células do seu organismo conhecidas como telómeros. Estas pequenas células escondidas no fundo dos seus cromossomas são essenciais para proteger o seu ADN de danos. A ausência dos mesmos está, aliás, associada ao aumento do risco de cancro e de doenças cardiovasculares.

De acordo com um estudo realizado na Universidade de Ciências do Utah, nos Estados Unidos, existem quatro alimentos responsáveis pela redução da presença destas células no seu organismo e que contribuem para que o seu tempo de vida possa estar em risco.

O primeiro são os refrigerantes. Segundo um estudo do American Journal of Public Health o consumo diário de cerca de 600 ml de refrigerantes aumenta em 4,6 anos o seu envelhecimento. Embora não tenha sido feita nenhuma análise aos refrigerantes sem adição de açúcar, a Time refere que este não deve ser, igualmente, saudável pois o consumo diário deste tipo de bebida está associado a um aumento de 67% de risco de contrair diabetes do tipo 2.

O mesmo estudo verificou que quem consumia, no mínimo, carne processada como salsichas e pepperoni, duas vezes por semana, tinha menos telómeros que aqueles que não consumiam este tipo de carnes.

Também o consumo exagerado de carnes vermelhas sempre esteve associada a um maior risco de doenças cardíacas e cancros, o que está relacionado, segundo este estudo, com o facto destes alimentos interferirem com os telómeros.

O álcool, à semelhança da carne vermelha, está relacionado com a existência de doenças crónicas. Um estudo da Associação para o estudo do Cancro, nos Estados Unidos, verificou que aqueles que consumiam álcool em exagero (4 ou mais bebidas por dia) possuem muito menos telómeros dos que tinham um consumo moderado deste género de bebidas.

Partilhar esta notícia
Referência
Time

Notícias Relacionadas