Quatro truques para comprar o chocolate mais saudávelNotícias de Saúde

Segunda, 15 de Fevereiro de 2016 | 526 Visualizações

Fonte de imagem: Pixabay

Não resiste a um chocolate mas está farto de ficar com peso na consciência depois de comer? Tem aqui a solução.

O chocolate faz bem… mas não todo. Na hora de escolher a versão mais saudável desta guloseima, não basta apenas olhar para as calorias ou para a quantidade de açúcar.

Ler o rótulo e compreender os nutrientes e ingredientes que constam na sua composição é a forma mais eficaz de não ficar com peso na consciência, lê-se no Huffington Post.

E existem simples truques que ajudam a comprar chocolate mais saudável:

1. Quantidade de cacau. Mesmo que o chocolate seja intitulado com ‘negro’ ou ‘escuro’, apenas se trata de uma versão saudável quando a quantidade de cacau é maior do que 70%. Apenas acima desta percentagem é que os antioxidante se tornam eficazes;

2. Tipo de gordura. Todo o chocolate tem gordura, mas quando se trata de manteiga de cacau a consequência é menos nociva, uma vez que é uma fonte de ácido esteárico (um componente saudável para o coração). Os termos ‘achocolatado’ ou ‘parcialmente hidrogenado’ são mais do que suficientes para deixar o chocolate na prateleira;

3. Natureza. Se o cacau presente no chocolate foi ‘alcalinizado’, o melhor é não comprar, diz a publicação, explicando que este processo de alcalinização nada mais faz do que tirar as propriedades ao cacau;

4. Extras. Quantos mais ingredientes tiver o rótulo do chocolate, pior faz à saúde. A única forma de um chocolate com vários ingredientes ser saudável é quando está em causa a presença de frutos secos, frutas desidratadas ou aromas naturais.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas