Quatro problemas mentais que são mais comuns em mulheresNotícias de Saúde

Domingo, 11 de Setembro de 2016 | 62 Visualizações

Fonte de imagem: Huffingtonpost

A debilidade da saúde mental não escolhe idades nem tão pouco géneros, mas existem problemas nos quais as mulheres são mais vulneráveis.

A saúde mental é a base da saúde na sua totalidade, o pilar do bem-estar e o mote para os comportamentos do dia-a-dia. A saúde mental pode ser trabalha, mas a verdade é que está constantemente à mercê de situações e fatores externos que a podem deixar debilitada e suscetível à fraqueza.

Embora os problemas de saúde mental não olhem a idades, a géneros ou estatutos sociais, existem quatro que são mais comuns em mulheres do que em homens. Um deles, diz a revista Prevention no seu site, é a depressão.

Embora sejam também muitos os homens afetados por esta condição mental, adepressão é mais recorrente nas mulheres por fatores biológicos, como explica a psicóloga Deborah Serani, que salienta ainda a dificuldade as mulheres em lidar com os próprios sentimentos e com os sentimentos de terceiros em relação a si.

Também a ansiedade é mais comum no sexo feminino e mais uma vez por questões biológicas, já que as mulheres têm uma pior capacidade de lidar com a pressão e a exaustão. O medo é também mais comum entre as mulheres, grupo que está também mais suscetível a pressões sociais e normas culturais. Mas os homens também têm problemas de ansiedade e Zayn Malik é a mais recente prova.

Embora seja associada aos tempos de guerra e aos homens que dela retornam, asíndrome do stress pós-traumático é uma outra condição mental que afeta mais mulheres, estando relacionada a uma intensidade da ansiedade e da dificuldade em lidar com a situação. Como se lê na publicação, a tendência para este problema ser mais comum no sexo feminino não quer dizer que as mulheres vivam mais experiências traumáticas, tal deve-se ao facto de tenderam a ter mais tipos de trauma, como aquele que está associado à violação.

Também os distúrbios alimentares são mais comuns nelas do que neles, muito à boleia da crença em padrões de imagem e a um perfecionismo visual muito comum nas mulheres e que se resume à imagem física perfeita. A maior incapacidade de controlo, os desregulamentos hormonais e o simples facto da mulher engordar com mais facilidade do que o homem (mais uma vez, a causa biológica), fazem com que o sexo feminino seja mais propenso a este tipo de condições, que vão muito além da anorexia. 

Partilhar esta notícia
Referência
Daniel Costa Teixeira