Quanto mais educados, mais saudáveisNotícias de Saúde

Sábado, 03 de Outubro de 2015 | 12 Visualizações

Fonte de imagem: ulbra-to

Não é novidade para ninguém que quanto mais anos de educação se tem, maiores são as hipóteses de ascensão profissional e, em consequência, de ganhos económicos. Mas sabia que o tempo passado na escola também melhora a saúde?

Um estudo realizado na Universidade de Helsínquia (Finlândia) mostra que apenas mais um ano letivo melhora em 16 por cento a perceção que as pessoas têm do seu estado metabólico e anímico. O trabalho arrancou em 1980, com a análise a cerca de 3500 alunos finlandeses, dos três aos 18 anos, e ficou concluído em 2007. Ao longo de perto de três décadas foi perguntado aos participantes como classificavam a sua posição social, autoestima, como era a sua vida laboral e que hábitos de tabaco e álcool possuíam.

“Apesar das conclusões mostrarem claramente que as pessoas com mais anos de escolaridade têm melhor saúde relacionada com as capacidades económicas para a obter, a educação académica também pode ser associada com um reforço de saúde através de outro tipo de mecanismos”, disse, em entrevista ao “Journal of Public Health” Marko Elovaino, catedrático de Psicologia e um dos autores da análise.

“Os baixos níveis educativos têm vindo a ser relacionados com preferências comportamentais de risco e com uma maior exposição a problemas de saúde ocupacionais. Para além disso, as diferenças noutros contextos sociais, de valores, identidade e apoio familiar e comunitário mostram que existe uma ‘ponte’ entre os níveis de formação académica e a saúde”, com a escolaridade elevada a representar um papel de catalisador de bem-estar e autoestima, acrescenta o mesmo responsável.

Partilhar esta notícia
Referência