Quando o sol é uma drogaNotícias de Saúde

Segunda, 13 de Julho de 2015 | 19 Visualizações

Fonte de imagem: Sonhos.com

Segundo a definição do Priberam, a tanorexia é o “distúrbio psicológico que se manifesta pela preocupação obsessiva em bronzear a pele”. Para estas pessoas o sol é uma espécie de droga.

Sentir que a cor de pele é mais clara do que a de toda a gente, esforçar-se por não perder o bronzeado e estar convencido de que tem um tom de pele pálido, são alguns dos sintomas mais frequentes da tanorexia, alerta o El Mundo.

Apesar de os psicólogos não considerarem que este ‘vício’ é um trastorno propriamente dito, esta condição afeta o bem-estar emocional, as relações sociais e, sobretudo, a saúde daqueles que lutam por uma pele bronzeada a todo o custo. Como todo o vício, a tanorexia precisa de ser tratada.  

Uma das explicações para este vício relaciona a libertação de endorfinas que acontece quando apanhamos sol, que dão prazer e fazem com que a pele vá ficando mais morena. E claro, há a questão da imagem, pessoas que cultivam a aparência, podem ter mais tendência para sofrer desta condição.

Mas, mais do que resultados estéticos, este vício pode trazer muitas consequências para a saúde, uma vez que, por estarem tantas horas ao sol, muitas vezes sem protetor e recorrendo a artifícios para conseguir um bronzeado mais rápido, estas pessoas correm sérios ricos de apanhar um cancro de pele, especialmente o mais mortal, o melanoma.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados