Quando nascer ao fim de semana é um riscoNotícias de Saúde

Sábado, 28 de Novembro de 2015 | 59 Visualizações

Fonte de imagem: todobebe

O ‘efeito fim de semana’ existe. Saiba o que tal implica.

Há muito que a ciência tenta explicar o ‘efeito fim de semana’ e parece que, agora, existe já uma evidência científica para o impacto de nascer ao sábado ou ao domingo.

Conta o site da New York Magazine que um estudo do Imperial College de Londres – publicado na revista British Medical Journal – concluiu que os bebés que nascem ao fim de semana têm uma maior probabilidade de morrer.

A conclusão surgiu depois de terem sido analisados os dados relativos a mais de um milhão de nascimentos ocorridos entre abril de 2010 e março de 2012.

O objetivo dos investigadores era perceber se o dia de nascimento estava, ou não, relacionado com a mortalidade perinatal (morte de um feto ou recém-nascido) e a conclusão não poderia ter sido mais surpreendente: os bebés que nascem ao fim de semana têm mais 7% de probabilidade de morrer quando comparados com os que nascem nos dias úteis. Esta percentagem, revela a publicação, espelha-se numa morte em cada mil nascimentos.

Nos dias de semana é a quinta-feira o mais crítico (com maior probabilidade de morte), ao contrário da terça-feira, dia em que se verificaram menos óbitos.

Embora os cientistas revelem que este estudo indica apenas algumas “curiosidades”, não deixaram de parte a hipótese de aprofundarem a relação entre o dia de nascimento e a possibilidade de morrer.

Partilhar esta notícia
Referência

Info-Saúde Relacionados