Quando levar a criança ao médico?Notícias de Saúde

Sexta, 05 de Junho de 2015 | 513 Visualizações

Quando a criança não se sente bem, ou apresenta sinais e sintomas que causam dúvidas sobre o seu estado de saúde, uma das decisões mais difíceis é saber se é bom esperar por mais desenvolvimentos, ou se é de a levar rapidamente ao médico. A boa notícia é que, na esmagadora maioria dos casos, as coisas acabam por ser resolver sem grandes dramas. No entanto, há algumas circunstâncias que aconselham a ida ao centro de saúde, consultório ou hospital.

Febre alta

Nos bebés até aos três meses, a febre alta é considerada acima dos 38 graus, até aos seis meses 38,3 graus e a partir daí 39 é o patamar. No entanto, se, numa criança maior de meio ano, a temperatura não é acompanhada por outros sinais de desconforto ou doença e baixa com a toma de antipiréticos, é possível aguardar até três dias.

Febre associada a dor

Se a febre for acompanhada de queixas de dores no pescoço ou torcicolo, há que consultar o médico o mais depressa possível.

Manchas vermelhas na pele

Este sinal pode estar relacionado a várias situações, de uma reação alérgica a patologias graves como a meningite, por exemplo. O melhor é mesmo procurar ajuda e opinião médicas.

Sinais irregulares

O ideal é fazer uma verificação mensal no corpo da criança, para despistar sinais que possam ser irregulares, com bordas irregulares ou em crescimento. Se encontrar algo deste tipo procure ajuda médica.

Dor de estômago repentina

Se a criança se queixar dor ao redor do umbigo, ou na lateral direita do abdómen, há que a levar ao médico, principalmente se estas queixas estiverem associadas a outros sintomas, como vómitos e/ou diarreia. Podemos estar perante uma apendicite.

Diminuição da quantidade de urina

Este sintoma associado à boca seca, palidez, vómito e diarreias, pode ser um sinal de desidratação. Se perceber palidez e apatia na criança, há que a levar ao médico depressa.

Lábios azuis

Este sinal pode estar associado a dificuldades respiratórias e ser acompanhado de sintomas ofegantes ou sons como de um chiado. Pode tratar-se e inúmeras situações, desde uma reação alérgica a problemas pulmonares crónicos, mas o melhor é procurar ajuda.

Inchaço no rosto, língua ou lábios

Estes são sinais característicos de um quadro alérgico forte. Contate m profissional de saúde para verificar o que fazer enquanto não chega ao consultório ou hospital.

Vómito após uma queda

Principalmente quando se trata de um bebé, este pode ser um quadro de emergência neurológica.

Sangramento excessivo

Se houver um corte em que o sangramento não cessa mesmo após alguns minutos de pressão ou se a proporção do mesmo for grande, leve a criança à emergência médica.

Partilhar esta notícia
Autor
Pais
Referência

Notícias Relacionadas