Praticar pouco exercício físico está associado a menopausa precoce?Notícias de Saúde

Sexta, 07 de Setembro de 2018 | 19 Visualizações

Fonte de imagem: Choice

Um estudo demonstrou que a quantidade de exercício físico praticado pelas mulheres, em qualquer idade, não está associada ao risco de menopausa precoce ou antes dos 45 anos de idade.
 
Os resultados do estudo foram concluídos através da análise de dados do Estudo da Saúde das Enfermeiras II, que foi efetuada por uma equipa de investigadores dirigida por Elizabeth Bertone-Johnson, docente de Epidemiologia na Universidade de Massachusetts, EUA.
 
O grupo de participantes no estudo totalizou 107.275 enfermeiras que foram seguidas entre 1989 e 2011 e que tinham entre 25 e 42 anos de idade na data de recrutamento. 
 
As mulheres responderam a diversos questionários que procuravam apurar dados sobre a idade, habilitações académicas, altura, índice de massa corporal, idade da primeira menstruação, gravidezes, uso de contracetivos, estilo de vida, hábitos de fumar, problemas de saúde, atividades recreativas físicas e outros.
 
No decorrer dos 20 anos do período de acompanhamento, 2.768 mulheres experienciaram uma menopausa natural precoce. 
 
Os investigadores não identificaram uma diferença significativa entre as mulheres que apresentavam baixos níveis de atividade física e as que praticavam níveis elevados de atividade física (como, por exemplo, quatro horas semanais de corrida) relativamente ao risco de terem uma menopausa precoce.
 
Mingfei Zhao, primeiro autor do estudo, comentou que “embora os nossos resultados não sugiram que mais atividade física esteja associada a um menor risco de menopausa precoce, encorajáramos as mulheres na pré-menopausa a serem fisicamente ativas, pois o exercício está associado com um conjunto de benefícios para a saúde como menor risco de doenças cardíacas, diabetes, cancro da mama e outras doenças”. 

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na “Human Reproduction”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados