Porque não deve desvalorizar a 'tosse de fumador'Notícias de Saúde

Segunda, 04 de Janeiro de 2016 | 33 Visualizações

Fonte de imagem: doutorcoracao

Especialistas alertam que os fumadores não devem ignorar sintomas aparentemente inofensivos, como a tosse, uma vez que podem esconder doenças graves. 

Numa nova campanha, o Departamento de Saúde Pública do Reino Unido alerta que muitos fumadores desconhecem os riscos de doenças incapacitantes como a doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC).

Esta doença, que estreita as vias respiratórias, pode fazer com que as pessoas tenham grande dificuldade em realizar tarefas simples, como subir escadas ou até falar mais rápido.

Como reporta a BBC, as estatísticas mostram que este problema atinge mais de um milhão de pessoas na Inglaterra - em cada 10 casos, nove devem-se ao tabagismo.

Para entender melhor a gravidade do problema, é preciso considerar que a DPOC é, na verdade, um conceito que abrange uma série de doenças pulmonares crónicas, como bronquite e enfisema.

Quem desenvolve este problema passa a ter dificuldades em respirar, sobretudo devido ao estreitamento das vias respiratórias e à destruição do tecido que compõe os pulmões.

Os sintomas típicos incluem falta de ar durante a prática de atividades físicas, tosse persistente e infeções respiratórias frequentes.

Na campanha veiculada pelo governo britânico, os especialistas dizem que os fumadores geralmente desvalorizam os sinais precoces da doença ao considera-los ‘tosse de fumador’.

Neste caso, continuar a fumar irá agravar ainda mais o problema e comprometer a qualidade de vida do paciente.

Apesar de não ter cura, os danos desta doença podem ser reduzidos através de algumas mudanças no estilo de vida como deixar de fumar, praticar exercício físico e tomar medicação. 

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas