Porque é que a ressaca é tão má?Notícias de Saúde

Domingo, 28 de Junho de 2015 | 52 Visualizações

As sextas e os sábados à noite às vezes são longos e levam a vários copos entre amigos. O pior é no dia seguinte. Acordar completamente de rastos com uma ressaca tremenda. Dormir ou comer pouco, o facto de beber há muito tempo ou não, são justificações comuns que atribuímos à ressaca, mas serão estes os culpados?

O The Guardian publicou um artigo onde explica porque é que a ressaca é tão má. Primeiro começa por explicar que as ressacas ocorrem devido aos efeitos secundários dos químicos produzidos quando o álcool é processado. O álcool por si é inofensivo, mas as enzimas transformam-no em acetaldeído, que causa o estrago todo.

E quanto mais tempo o acetaldeído estiver no organismo, pior será para si e para o seu fígado. O nosso corpo tem outras enzimas que ajudam a eliminar o acetaldeído, mas os seus valores e funcionamento variam de pessoa para pessoa.

Um estudo feito a mais de quatro mil gémeos na Austrália mostrou que a genética influencia muito a suscetibilidade às ressacas. Apesar de ser importante que os genes controlem estas enzimas, não são o único fator a ter em conta.

De acordo com o jornal britânico, no ano passado foi feito um estudo nos Estados Unidos que se focou, pela primeira vez, no que acontece aos micróbios quando uma pessoa bebe demais. Na experiência que realizou concluiu que os voluntários que tiveram os piores sintomas tinham os maiores níveis de toxinas provenientes dos seus micróbios dos intestinos. Este aumento deveu-se à inflamação provocada pelo álcool.  

É este aumento de micróbios intestinais que estimula o sistema imunitário como se estivesse a ser alvo de um ataque, contribuindo assim para a sensação de enjoo tão comum nas ressacas.

A ingestão de muito álcool faz com que os micróbios libertem toxinas e também com que cresçam mais espécies de micróbios amantes de álcool, o que faz com que se torne viciante.

Portanto, agora já pode culpar os seus micróbios pelas ressacas. Mas, pode também usá-los para amenizar uma futura ressaca. Se sabe que vai para uma noite de copos, comece-a com um iogurte natural com alto teor de gordura ou coma alimentos ricos em fibra e deixe os seus micróbios diminuírem parte da dor e do sofrimento. 

Partilhar esta notícia
Referência