Por que deve pedir ao patrão um horário mais flexívelNotícias de Saúde

Domingo, 17 de Janeiro de 2016 | 46 Visualizações

Fonte de imagem: careerealism

A flexibilidade pode ser o aspeto que faltava para ser uma pessoa mais saudável.

Horários fixos implicam rotinas fixas. Mas essas rotinas nem sempre vão de acordo com as necessidades de cada um, uma vez que podem implicar acordar demasiado cedo, deitar demasiado tarde, almoçar à hora do lanche ou jantar à hora de cear.

A flexibilidade tem sido defendida como um dos aspetos que mais impulsiona a produtividade. Contudo, este aspeto tem ainda um outro benefício importante, mas desvalorizado: dá saúde.

Segundo a revista Shape, um estudo do MIT e da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, defende que as pessoas devem apelar por um horário mais flexível, seja em horas, em tarefas ou até mesmo a nível do local onde se trabalha. E tudo porque a flexibilidade é o aspeto que falta para que se tenham um estilo de vida mais saudável e uma saúde mental melhor.

De acordo com a publicação, o estudo separou os funcionários da empresa Fortune 500 em dois grupos ao longo de um ano. Num dos grupos, os empregados tiveram a oportunidade de optar por um horário flexível, em que tinham total controlo nas horas de trabalho, no local em que trabalhavam e na forma como geriam as tarefas a que estavam alocados. O único requisito obrigatório era não comprometer o empenho e não prejudicar a empresa.

O outro grupo, por seu turno, serviu de controlo e teve que se guiar pelas regras já existentes na empresa.

Ao final de 12 meses, os resultados finais não podiam ter sido mais claros: os funcionários que receberam a oportunidade de controlar melhor o seu horário de trabalho revelaram uma maior satisfação no trabalho, maiores níveis de felicidade e menos stress. Além disso, mostraram-se psicologicamente mais fortes e com menos sintomas depressivos.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas