Pode estar a chegar um novo contracetivo masculino… e não é a pílulaNotícias de Saúde

Sábado, 01 de Abril de 2017 | 10 Visualizações

Fonte de imagem: Tohuman

Chama-se inibição de esperma reversível sob orientação e pode tornar-se o futuro da contraceção.

Há mais de um século que os cientistas estão a tentar lançar um novo contracetivo masculino.

O primeiro novo lançamento, que até se podia esperar que surgisse de um dos gigantes do mercado das farmacêuticas, poderá surgir, afinal, de uma startup universitária no interior rural da Índia.

O novo método contracetivo foi inventado por Sujoy Guha, engenheiro biomédico de 76 anos, e consiste na injeção de um gel polímero nos tubos portadores de esperma, no escroto. O gel, que tem a consistência de chocolate derretido – como descreve a Bloomberg – transporta uma carga positiva que atua como para-choques na negatividades dos espermatozoides, danificando as suas cabeças e caudas e tornando-os inférteis.

O tratamento, conhecido como inibição de esperma reversível sob orientação, ou RISUG, é revertido com uma segunda injeção que quebra o gel, permitindo que os espermatozoides voltem a chegar ao pénis normalmente.

O tratamento apresenta uma eficácia de 98% a prevenir a gravidez - uma percentagem semelhante à do preservativo se for usado sempre – e não tem efeitos secundários relevantes. Já foram feitos testes de 13 anos em 540 homens e os cientistas esperam que o tratamento seja aprovado na Índia ainda este ano, embora estejam à procura de financiamento.

Partilhar esta notícia
Referência