Perde muito cabelo? Pode culpar a dieta, o stress e a pílulaNotícias de Saúde

Quinta, 01 de Outubro de 2015 | 48 Visualizações

Fonte de imagem: Lugarda

Saber que se é capaz e menos assim não avançar. A falta de confiança pode afetar não só a vida social e profissional como também a saúde mental.

São seis os principais sentimentos que arruínam a confiança de qualquer pessoa, pensamentos que aniquilam a capacidade de saber que se é capaz, a capacidade de avançar sem olhar para trás.

Segundo site Psychology Today, o cérebro tem a capacidade de neuroplasticidade, isto é, uma espécie de ‘poder’ que muda a forma como os neurónios funcionam e permite a aquisição de novas práticas de pensamento e comportamento.

E é isso que as pessoas sem confiança devem ter em conta na hora de contornar os pensamentos/sentimentos que prejudicam a própria confiança.

sentimento de culpa é um dos sentimentos mais comuns. Seja a culpa por não fazer o suficiente para ajudar alguém, seja a culpa por ter mais dinheiro e mais amigos, seja a culpa por não saber como agir. Este sentimento é negativo e, na maioria das vezes, desapropriado.

Também o sentimento de fracasso arruína toda e qualquer confiança. Um único falhanço pode desencadear este sentimento, que se acomoda no cérebro e interfere com a capacidade de decisão, ação e reação.

Quer ser perfecionista também não ajuda. Diz a publicação que o perfecionismo é perigoso para o corpo e para a mente, uma vez que as pessoas com este objetivo tendem a sentir-se como impostoras ou fraudulentas (talvez porque sabem que a perfeição não existe).

E não há nada que mais interfira com a confiança do que o sentimento de arrependimento, tão ou mais perigoso como o de culpa. As experiências de arrependimento levam momentos repetidos de pressão, stress e humilhação.

Também o sentimento de comparação pode ser prejudicial para os níveis de confiança, uma vez que a pessoa tende sempre a sentir-se inferior ou menos valiosa. Aqui, a vida social, profissional e amorosa sofre diretamente e faz com que se percam oportunidades únicas.

O último sentimento que conta no artigo da publicação é o do agrado. O sentimento de agrado a outras pessoas faz com que a autoestima possa ficar baixa, pois a pessoa nunca se vai sentir suficientemente boa para determinada pessoa ou ocasião. A empatia conquista-se naturalmente.

Partilhar esta notícia
Referência