Pele de bebéNotícias de Saúde

Sábado, 25 de Novembro de 2017 | 219 Visualizações

Fonte de imagem: BabyCenter

A pele de um bebé, quando nasce, é imatura e não está logo preparada para lidar com o mundo exterior, exigindo cuidados específicos.

A pele é o maior órgão do corpo humano e é mais complexa do que aparenta. Trata-se de mais do que um revestimento externo: é responsável pelo equilíbrio térmico do nosso organismo, e funciona como uma barreira eficaz contra agressões múltiplas, desde vírus e bactérias a poluentes, passando pelas lesões físicas e pelos raios solares ultravioleta.

Uma só palavra pode descrever a principal função da pele – proteção. Contudo, esta é uma função que não está em pleno logo após o nascimento. À semelhança do que acontece com outros órgãos, a pele ainda não está completamente desenvolvida no momento do parto:

– A espessura é muito menor do que a de um adulto.

– As glândulas sudoríparas (produtoras de suor) e as sebáceas (responsáveis pela camada de gordura da pele) são imaturas, o que significa que não são muito eficazes contra os elementos agressores, como a temperatura e os micro-organismos.

– A produção de melanina, o pigmento que dá cor à pele e que reage à exposição solar é mais lenta num bebé, o que o deixa ainda mais vulnerável à ação dos raios solares.

Esta sensibilidade torna a pele de um bebé mais propensa à secura, ao aparecimento de manchas, erupções e irritações de várias ordens. Daí a importância de cuidar bem desta pele frágil, proporcionando-lhe cuidados adequados com a ajuda de produtos especificamente concebidos para tal. Gestos delicados e carinhosos completam esta equação que vai deixar a pele saudável e o bebé feliz.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas