Pais e mães solteiros dormem menos e piorNotícias de Saúde

Terça, 12 de Janeiro de 2016 | 19 Visualizações

Fonte de imagem: elle

Estudo sugere que os homens e as mulheres que vivem sozinhos com os seus filhos de até 18 anos têm um sono mais precário do que os adultos sem filhos ou famílias formadas por um casal.

Um estudo realizado pelo Centro de Estatísticas Médicas dos Estados Unidos revelou que as mães e os pais solteiros de crianças e jovens com idade até 18 anos têm uma péssima qualidade de sono.

Segundo o levantamento, 42,6% dos pais solteiros dormem menos de sete horas por noite, em comparação com 32,7% daqueles que vivem com o cônjuge e 31% dos que não têm filhos. Além disso, têm mais dificuldade em adormecer e, quando conseguem, não conseguem ter um sono reparador.

As mães solteiras são as mais prejudicadas. De acordo com este estudo, 43,5% afirmaram dormir menos de sete horas por noite, em comparação com 37,5% dos homens.

Mais de metade das mães solteiras afirma acordar pelo menos quatro vezes por semana com a sensação de não ter descansado durante o sono - 39,7% dos pais solteiros enfrentaram o mesmo problema. Em contrapartida, entre os casais com um filho, são os pais que tendem a dormir menos de sete horas por dia.

Como revela a revista Veja, este estudo mostrou ainda que são os adultos que não têm ou não moram com os seus filhos são os que mais recorreram aos medicamentos indutores de sono – 7,9% em comparação com 7,3% dos pais ou mães solteiros e 3,9% dos casais com filhos.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas