Osteoporose pode fazer aumentar o risco de demênciaNotícias de Saúde

Domingo, 07 de Outubro de 2018 | 11 Visualizações

Fonte de imagem: Taste For Life

Um novo estudo associou a incidência de osteoporose a um maior risco de desenvolvimento de demência.
 
Liderado por Karel Kostev da IQVIA, uma base de dados analítica de doenças em Frankfurt, Alemanha, o estudo investigou o impacto da osteoporose sobre o risco de demência em quase 60.000 pacientes seguidos durante 20 anos por 1.215 médicos de cuidados de saúde primários.
 
Para o estudo, os investigadores incluíram 29.983 pacientes que tinham recebido um diagnóstico de osteoporose entre janeiro de 1993 e dezembro de 2012, e que foram combinados em termos de idade, sexo, comorbidades e terapias com outros 29.983 pacientes sem osteoporose que perfizeram o grupo de controlo.
 
No fim dos 20 anos do período de acompanhamento, foi observado que 20,5% das mulheres com osteoporose e 16,4% das mulheres do grupo de controlo tinham sido diagnosticadas com demência. 
 
Nos homens, foi verificado que no fim do período de acompanhamento, 22% dos homens com osteoporose tinham desenvolvido demência e 14,9% dos homens do grupo de controlo, ou seja, sem a doença, tinham recebido um diagnóstico de osteoporose.
 
A osteoporose foi associada, assim, a um aumento de 1,2 no risco de um diagnóstico de demência nas mulheres, e a um aumento de 1,3 no mesmo risco nos homens.
 
“A principal hipótese para explicar a associação entre a osteoporose e a demência é que estas duas doenças possuem fatores de risco semelhantes”, explicou Louis Jacob, coautor do estudo, da Universidade Clínica de Paris 5, França.
 
Segundo o mesmo investigador, aqueles fatores de risco incluem “o alelo APOE4 da apolipoproteína E, um dos principais transportadores de colesterol, níveis menores de vitamina K, deficiência de vitamina D, mas também androgénios e estrogénios”.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Journal of Alzheimer's Disease”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados