Os seis possíveis culpados de estar sempre com vontade de urinarNotícias de Saúde

Terça, 28 de Março de 2017 | 18088 Visualizações

Fonte de imagem: Pulse

A urgência de urinar é um sintoma comum de beber muito e também das infeções urinárias, mas não só. Outros problemas de saúde e até alimentos podem fazer com que esteja sempre com vontade de urinar.

Segundo os especialistas, deve-se ser capaz de aguentar entre duas e três horas entre cada micção. Não conseguir aguentar este tempo e estar constantemente com vontade de urinar significa que tem urgência em urinar, e este, apesar de por si só não ser grave, pode ser um sintoma de problemas de saúde ou de que deve mudar algo na sua dieta.

Ainda ontem lhe reportamos a conclusão de um estudo que aponta que as idas noturnas à casa de banho podem dever-se ao consumo excessivo de sal. Os alimentos diuréticos – como espargos, alcachofras, tomates, arandos, aveia –, a teína e a cafeína podem agravar a urgência em urinar nas pessoas que sofrem de incontinência urinária, mas também podem provocar este sintoma em quem sofre de obesidade.

treino, como reporta o Buena Vida do AS, também pode fazer com que tenha mais vontade de urinar e há até estudos que ligam o treino crónico com o desenvolvimento de incontinência urinária – recomenda-se um refeorço do pavimento pélvico para prevenir a ocorrência do problema.

O stress ou nervosismo e a ansiedade também podem influenciar as vezes que vai à casa de banho, podendo até estar na origem do desenvolvimento de incontinência urinária.

Alguns problemas de saúde também podem estar ligados à urgência em urinar e à incontinência urinária. Nomeadamente as pedras nos rins ou na bexiga que por pressionarem a bexiga fazem com que precise de ir várias vezes à casa de banho, mas também, claro, as infeções do trato urinário que podem irritar a bexiga e fazer com que urine mais vezes.

Outros problemas de saúde que à partida não estariam relacionados com a bexiga também podem aumentar o risco de incontinência urinária. É o caso da diabetes, que duplica o risco de sofrer de incontinência ou de vontades incontroláveis de urinar.

O excesso de açúcar no sangue também pode passar à urina, aumentando a sensação de urgência miccional, que a longo prazo pode resultar em incontinência. Há ainda casos de pessoas diabéticas que perdem a capacidade de perceber que a bexiga está cheia, devido a algum dano nervoso, o que origina as perdas de urina

Partilhar esta notícia
Referência