Os benefícios da exposição solar… além da vitamina DNotícias de Saúde

Terça, 03 de Maio de 2016 | 154 Visualizações

Fonte de imagem: drfabiobicalho

Novos estudos revelam os benefícios do sol que não estão relacionados com a vitamina D.

A exposição solar moderada é reconhecida por fornecer ao corpo os níveis de vitamina D necessários para a saúde e bem-estar. Mas os benefícios do sol vão muito além da vitamina D.

É o que sugerem os estudos mais recentes sobre a exposição solar, que mesmo tendo em consideração o risco de cancro da pele, revelam que apanhar um boa dose de luz solar nos vai fazer viver mais tempo, ser mais saudáveis e felizes.

O Daily Mail listou os benefícios, além da vitamina D, que a ciência já descobriu que o sol nos pode trazer:

Ajuda a reduzir a inflamação. A inflamação crónica está ligada a problemas de saúde como ataques cardíacos, diabetes e cancro. Um estudo da Universidade de Cambridge sugere que a luz solar poderá fazer com o nosso corpo consiga diminuir a resposta inflamatória.

Poderá ajudá-lo a não engordar. Um estudo feito em ratos, desenvolvido pelas Universidades de Southampton e Edimburgo, mostrou que a exposição aos raios ultravioleta poderá suprimir o desenvolvimento de obesidade e os sintomas de diabetes tipo 2.

Melhora a visão das crianças. Um estudo australiano conclui que as crianças que passam muito tempo dentro de portas têm uma incidência aumentada de ‘miopia alta’, comparativamente a crianças que passam tempo no exterior e aproveitam luz solar.

Poderá prolongar a esperança de vida. O Dr. Weller e o professor Martin Feelisch sublinham que apesar de nos países com mais luz solar as pessoas terem mais cancro de pele, no final de contas a luz solar poderá fazer com que sejam mais saudáveis e vivam mais. Em particular graças ao efeito do óxido nítrico que estimulado pela luz solar protege os sistemas cardiovasculares ao baixar a pressão arterial. E destacam que mais pessoas morrem de doenças cardíacas do que de cancro de pele.

Ainda assim não recomendam que se passe demasiado tempo (especialmente nas horas de maior calor) exposto directamente ao sol.

Evitar o sol pode ser tão prejudicial como fumar. Um estudo sueco que seguiu os hábitos de exposição solar de 30 mil mulheres durante 20 anos concluiu que evitar o sol pode ser tão mau como fumar. Isto devido à esperança de vida aumentada que a exposição solar pode representar graças ao seu potencial efeito protetor cardiovascular.

Só não se esqueça de usar chapéu e de aplicar protetor solar.

Partilhar esta notícia
Referência
POR VÂNIA MARINHO

Notícias Relacionadas