Oito motivos científicos para ter uma dieta à base de vegetaisNotícias de Saúde

Terça, 12 de Janeiro de 2016 | 21 Visualizações

Fonte de imagem: mundoboaforma

Os alimentos naturais são os que oferecem maior valor nutricional. E, se assim o é, porque não fazer deles os protagonistas da alimentação?

Os Estados Unidos já deram um passo em frente e classificaram a dieta à base de vegetais como uma das benéficas para a saúde. Trata-se de um tipo de alimentação que não exclui hidratos de carbono, proteínas de origem animal, nem gorduras… mas estes passam a ser ‘ingredientes’ secundários.

A dieta à base de vegetais é também uma das que mais consenso científico tem, uma vez que é a que apresenta melhores níveis nutricionais e menos impacto negativo para a saúde.

Segundo o Business Insider, são estes os motivos científicos para ter uma dieta à base de vegetais:

1. Perda de peso saudável – Com os vegetais e frutas como protagonistas da alimentação, os quilos extra vão desparecer e os níveis de massa gorda vão diminuir, não ficando o corpo carente de nutrientes.

2. Mais saciedade – Uma vez que as frutas e os vegetais são ricos em fibra, uma dieta à base destes alimentos irá proporcionar maiores níveis de saciedade e bem-estar, uma vez que a absorção é lenta e os níveis de vitaminas e minerais elevados.

3. Pele mais saudável – Se a uma dieta à base de vegetais se juntar a exclusão de alimentos processados e refinados, o impacto na pele será altamente notório: mais lisa, limpa e suave.

4. Coração mais saudável – São vários os estudos que ligam o consumo de produtos naturais a uma melhor saúde cardiovascular. Segundo uma análise da Associação Americana do Coração, o recomendado é consumir oito porções diárias de frutas e legumes todos os dias, alternando entre cozidos e crus (uma vez que as propriedades variam consoante o seu estado).

5. Diabetes 'ao longe' – Quando as frutas e os legumes são os elementos principais da alimentação, as doenças de estilo de vida (como a Diabetes tipo 2) ficam mais longe de serem um problema, uma vez que os níveis de açúcar no sangue estão regulados, indica um estudo da Escola de Saúde Pública de Harvard.

6. Hipertensão controlada – As frutas e os vegetais são ainda capazes de reduzir a pressão arterial, um dos principais gatilhos das doenças cardiovasculares, como concluiu uma investigação da mesma instituição.

7. Melhor saúde ocular – A presença de vitamina A em algumas frutas e vegetais ajuda a manter uma visão saudável, podendo mesmo prevenir o aparecimento de cataratas. Diz a Associação Americana de Optometria que a presença da substância zeaxantina em frutas como o kiwi é também importante.

8. Cérebro mais eficaz – O declínio cognitivo pode ser evitado ou atenuado com a escolha correta de alimentos, aqui incluem-se as frutas, os vegetais e os frutos secos, importantes fontes nutricionais para o cérebro, como indica um estudo de 2015 realizado no Centro Médico da Universidade de Rush, nos Estados Unidos.

Partilhar esta notícia
Referência