O que pode mudar ao deixar de tomar a pílula contracetivaNotícias de Saúde

Segunda, 18 de Janeiro de 2016 | 4178 Visualizações

Fonte de imagem: saudelazerebemestargil

Os  prós e os contras de deixar de tomar a pílula contracetiva.

Porque já toma há muito tempo, porque já não tem parceiro sexual ou porque simplesmente quer parar de tomar hormonas diariamente, muitos são os motivos que a podem levar a deixar de tomar a pílula contracetiva de vez em durante uma temporada.

Mas é importante que consulte o seu médico de família ou ginecologista para saber o que é que ele aconselha e qual a melhor forma de parar a pílula.

Elizabeth Enochs, colaboradora do site Bustle, deixou de tomar a pílula contracetiva quando terminou um namoro e porque queria reduzir os seus sintomas de ansiedade, conta na primeira pessoa as cinco coisas que mudaram desde que parou esta medicação diária.

1. Ansiedade diminui consideravelmente. Apesar de já sofrer de ansiedade desde criança, Elizabeth explica que a pílula contracetiva estava a agravar os sintomas e que por isso quando parou de a tomar viu os sintomas a diminuir consideravelmente.   

2. Mas os problemas de humor durante o período menstrual pioraram. Aquela tristeza sem motivo, as mudanças de humor repentinas, típicas do período menstrual podem agravar-se quando para de tomar a pílula contracetiva.

3. Mais lubrificação. A pílula contracetiva pode interferir de forma negativa na lubrificação vaginal. Depois de parar a pílula a lubrificação pode melhorar e ainda ser mais rápida de atingir.

4. É mais difícil gerir o ciclo menstrual. Depois de parar a pílula é um pouco mais difícil saber sempre quando é que começa e acaba o período menstrual, pior ainda para as pessoas que não têm um período muito regular.

5. A líbido altera-se. Elizabeth diz que quando tomava a pílula tinha sempre vontade de ter relações sexuais, sendo que grande parte das mulheres reporta o contrário – falta de líbido provocada pela pílula – mas que desde que parou de a tomar sente que é mais fácil gerir os seus desejos. No caso das mulheres que com a pílula sentem uma diminuição da líbido, geralmente quando param de tomar este medicamento sentem um aumento do desejo sexual. 

Partilhar esta notícia
Referência