O que não pode faltar na alimentação de uma criançaNotícias de Saúde

Sexta, 18 de Dezembro de 2015 | 76 Visualizações

Fonte de imagem: bolsademulher

A alimentação de uma criança deve ser cuidada e ir ao encontro das suas necessidades. Mas existem alguns alimentos que não devem faltar.

A nutricionista Jennifer Glockner defende que a alimentação de uma criança deve ser o mais variada possível, mas que alguns alimentos assumem um papel quase ‘obrigatório’ na sua rotina alimentar.

Ao site Mind Body Green, esta especialista diz que as frutas e os vegetais devem constar em todas as refeições que os mais novos fazem, nunca esquecendo as proteínas, fundamentais para um crescimento saudável e adequado.

Os cereais integrais podem ainda ser uma opção diária, assim como alimentos ricos em cálcio e que não se baseiem apenas em leite e derivados.

Assim sendo, Jennifer Glockner coloca como prioritários na alimentação das crianças os seguintes alimentos:

Morango – embora a sua introdução na alimentação deva ser recomendada pelo médico pediatra, este fruto é essencial para o organismo da criança, uma vez que é rico em vitamina C e antioxidantes. Além disso, ajuda na absorção de ferro.

Couve-flor – com propriedades anticancerígenas, esta couve é ainda rica em vitamina K, nutriente que ajuda a controlar o sangramento.

Batata-doce – rico em vitamina A, este tubérculo assume-se como importante na alimentação dos mais novos pelo poder que exerce na imunidade, na visão e na saúde cutânea.

Ovos – a ingestão de ovos ao pequeno-almoço está associada a um melhor desempenho escolar. Além disso, este alimento é uma excelente fonte de proteína e altamente saciante.

Amêndoas – ricas em gorduras monoinsaturadas, as amêndoas são uma opção saudável para os snakcs dos mais novos, visto que são também ricas em fibra e altamente versáteis.

Grão-de-bico – proteína, ferro e fibra, estes são os três elementos chave do grão de bico.

Abacate – conhecido como gordura boa, o abacate é outro dos alimentos que a nutricionista diz que não deve faltar na alimentação de uma criança. Em causa está o benefício cardiovascular que porta.

Aveia – além de ser uma fonte de energia, este cereal é rico em fibra e ajuda os mais novos a manterem-se saciados por um longo período, evitando que comam entre as refeições.

Iogurte grego – a pensar nos ossos, este iogurte é o que melhor exerce a função protetora. Além do mais, é também rico em cálcio e proteína, dois nutrientes ‘obrigatórios’ para os mais novos.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas