O que acontece ao corpo da mulher depois de dar à luzNotícias de Saúde

Sábado, 25 de Março de 2017 | 84 Visualizações

Fonte de imagem: BabyCenter

Dar à luz é um dos momentos mais mágicos para as mulheres. Todo o período de gestação é um estado de graça, mas o impacto no corpo é real e é preciso falar disso.

Durante a gravidez, não há nada que interesse mais do que o bem-estar do bebé que se carrega. As estrias, a celulite, a pele esticada, as dores de costas e o pânico do parto natural são sempre motivos de preocupação, mas acabam por ficar sempre em segundo plano. O estado de graça fala mais alto e é assim que tem de ser.

Contudo, os cuidados com a saúde durante o período de gestação são fundamentais. A mulher deve assegurar o seu melhor estado de saúde e, claro, o do bebé, conseguindo, assim, evitar algumas das consequências mais desconfortáveis do pós-parto, como é o caso da dificuldade em voltar ao peso que tinha antes de engravidar - especialmente devido à tendência para as grávidas ganharem mais peso do que o recomendado.

Para tentar perceber o que acontece ao corpo da mulher depois de dar à luz, o The Independent falou com a médica Daghni Rajasingam do Royal College of Obstetricians and Gynaecologists.

Um dos aspetos mais comuns do pós-parto é a perda de sangue. Diz a especialista que as mulheres podem sofrer algum sangramento durante dias ou semanas depois de darem à luz, podendo ser necessário consultar um médico quando a perda de sangue é grande.

estiramento dos ligamentos da região pélvica e da bacia é quase inevitável e existe a possibilidade de a mulher não conseguir evitar os pontos depois de dar à luz, ficando com uma cicatriz no caso de cesarianas. No que diz respeito ao parto natural, a vagina pode inchar e demorar algumas semanas a voltar ao seu estado natural, diz a médica, que frisa a normalidade dos hematonas na vagina causados pelo parto.

Hemorroidas e incontinência urinária podem ser também algumas das consequências do parto, mas ambas são tratáveis facilmente com a ajuda de um médico especialista.

Como a vagina pode ser a zona do corpo mais afetada pelo nascimento do bebé, convém esperar alguns dias até voltar a ter relações sexuais, cabendo à mulher decidir quando se sente física e mentalmente pronta para ter sexo. O uso de um lubrificante pode ser necessário, destaca a especialista como forma de prevenção da dor.

barriga pode levar também algumas semanas a ‘desinchar’, sendo aconselhável a prática de ginástica específica para recém-mamãs.

Uma vez que a gravidez altera o sistema hormonal, seja durante ou depois do período de gestação, é possível que algumas mulheres sintam ‘na pele’ outras consequências, como a depressão pós-parto. Trata-se de uma condição normal, mas as mulheres não devem, nunca, desvalorizar os sintomas.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas