O que a ciência sabe sobre a água com gásNotícias de Saúde

Sexta, 05 de Fevereiro de 2016 | 137 Visualizações

Fonte de imagem: Pixabay

Descubra o lado bom e o lado mau desta bebida.

Beber água com gás pode danificar a saúde bucal, em especial a dentária. O alerta foi dado em 2007 por um estudo da Universidade de Birmingham e relembrado agora pela jornalista Olga Khazan, do The Atlantic, que com uma simples questão noTwitter, conseguiu trazer novamente o assunto para cima da mesa

Embora a água com gás seja sempre uma melhor opção quando comprada com sumos e refrigerantes, o consumo desta bebida no lugar da água pode ser altamente nocivo. Em causa, está a presença de ácido carbónico, componente responsável pelo gás, mas também pela corrosão e enfraquecimento do esmalte dos dentes, como concluiu o estudo, que compara a acidez desta bebida à do sumo de laranja.

Contudo, a água com gás tem, também, o seu lado positivo. No ano passado, a BBC Future tinha já revelado algumas das principais conclusões científicas acerca desta bebida – que, apesar de ser inofensiva, requer algum controlo na quantidade ingerida.

Um estudo da Universidade de Hoyo, no Japão, concluiu que a água com gás causa uma ligeira dilatação do estômago, aumentando a sensação de saciedade, o que, defendem, pode ser uma solução para quem procura não comer em excesso.

A nível ósseo a água com gás parece não ser também um problema. De todos os estudos feitos agora, não existem ainda evidências que associem a bebida com o enfraquecimento dos ossos, algo que acontece com os refrigerantes.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas